Topo

Filmes e séries


Jane Fonda diz que beijar aos 80 é melhor. Menos na hora de gravar

Valery Hache/AFP
Imagem: Valery Hache/AFP

Do UOL, em São Paulo

10/05/2018 08h29

A veteraníssima do cinema Jane Fonda falou sobre algumas coisas que ficam melhores conforme a idade passa. E, segundo ela, beijar está melhor do que nunca aos 80 anos. A única preocupação para ela é na hora de gravar.

Em entrevista à People, ela afirmou que se preocupa um bocado com o modo como suas rugas vão aparecer nas telas de filmes ou aparições na TV.

"Na vida real, biejar é melhor agora. Mas nos filmes eu me preocupo com as rugas", afirmou ela, à revista. 

"Eu vou ser perfeitamente honesta. Você quer parecer uma coisa linda... Você não quer um monte de pele solta ficar pendurada quando você está beijando. Se você se mexe demais, as coisas começam a cair", riu a atriz.

Em trechos não divulgados pela People, mas descritos pelo Daily Mail, Fonda fala dos segredos de sua beleza e saúde e até de seus seios. Fonda foi diagnosticada com câncer de mama em 2010.

"(Os segredos são) Bons genes e muito dinheiro... e postura! Eu fraturei a coluna aos 13 anos, então passei muito tempo deixando-a forte", afirmou a atriz, adicionando. "Eu tive uma mastectomia e uma lumpectomia, então, meus seios são deformados e estão muito duros."

Fonda está promovendo o filme "Book Club" -- que estreia dia 18 nos EUA -- ao lado de Diane Keaton, Candice Bergen e Mary Steenburgen. O enredo mostra mulheres que encontraram uma vida nova após lerem os livros da série "50 Tons de Cinza".