Topo

Música


"This is America" é o clipe mais perturbador que você vai assistir hoje

Reprodução
Cena de "This is America", novo clipe de Childish Gambino Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

07/05/2018 17h02

No início do ano, o UOL publicou uma matéria sobre como você fatalmente iria ouvir falar sobre Donald Glover este ano. Entre o destaque que seu disco “Awaken My Love”, lançado sob sua alcunha musical, Childish Gambino, a segunda temporada de “Atlanta”, série que ele dirige, produz e atua, e sua estreia no universo de “Star Wars” em “Han Solo: Uma História Star Wars”, não havia como prever o barulho que seu novo clipe “This is America” causaria.

Lançado no domingo (6), após Glover se apresentar no humorístico “Saturday Night Live”, o clipe, dirigido por Hiro Murai, seu parceiro em “Atlanta”, segue o mesmo tom surreal e controverso da premiada série. As imagens violentas e metafóricas logo deram munição para um verdadeiro debate nas redes sociais.

No clipe, Glover aparece sem camisa em um grande galpão. O clima é de calmaria. Ele dança e sorri no início, resgatando movimentos como o gwara gwara, típica dança sul-africana. A levada da música também é mais feliz. Na letra, Glover pede mais festa e dinheiro.

Em seguida, a batida muda repentinamente e se torna mais agressiva e grave, enquanto o cantor dispara à queima-roupa contra corpos negros. “This is America, don't catch you slippin' up" [“Isto é America, não seja pego em um deslize”], ele canta, enquanto o ambiente se torna caótico, com incêndio e tumulto.

Rapidamente, os fãs apontaram referências à epidemia de violência armada na história recente dos Estados Unidos. O exemplo é gráfico. Nas cenas em que Glover atira, a arma que está sendo manuseada ganha mais cuidado que os corpos estirados no chão. Porém, ele segue dançando, como se as vítimas não valessem tanto quanto um revólver.