Topo

Filmes e séries

Diretor de "Vingadores": Marvel e Netflix mudaram jeito de contar histórias

Phil McCarten/Reuters
Joe (esq.) e Anthony Russo, diretores de "Vingadores: Guerra Infinita" Imagem: Phil McCarten/Reuters

Do UOL, em São Paulo

04/05/2018 14h10

Desde que "Homem de Ferro" de Jon Favreau chegou aos cinemas em 2008, muito mudou na indústria cinematográfica. Vimos recentemente o início do desfecho desta história dez anos depois com o sucesso absoluto de "Vingadores: Guerra Infinita". Em parte responsáveis por esse fenômeno, os irmãos Russo, que dirigiram o último longa da Marvel, afirmaram que franquias como "Vingadores" e "Star Wars" e plataformas como a Netflix são responsáveis por essa evolução no jeito de contar histórias no cinema e na TV.

"Estamos em um momento de ruptura. O público quer ver histórias sendo contadas de um nova maneira. Tivemos uma etapa legal nos últimos cem anos com histórias de duas horas e duas dimensões, mas na próxima década e meia você verá uma mudança radical", disse Joe Russo ao site da Variety.

O diretor citou como exemplo as plataformas de streaming, como a Netflix, que chegam a lançar 10 episódios de uma série ao simultaneamente.

"É um jeito diferente de digerir o conteúdo e essa estrutura torna a resposta menos previsível para eles. Temos tanta coisa sendo produzida que o público mais sofisticado de filmes já tem a habilidade de saber o que vai acontecer no roteiro. É por isso que eu e Anthony [Russo] passamos tanto tempo escondendo segredos", explicou.

Para Joe Russo, mais do que uma fórmula que será usada por Hollywood nos próximos anos, estas novas maneiras de histórias serem contadas vão ser uma exigência do público mais jovem.

"Há uma divisão tradicional entre gerações, mas haverá um avanço no formato de se contar histórias, principalmente por causa dos avanços tecnológicos. Todos consomem conteúdo no YouTube e redes sociais em formatos mais comprimidos, fluidos", completou.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!