Topo

Festival de Cannes

Lars Von Trier volta a Cannes sete anos após ser banido do festival

Francois Guillot/AFP Photo
Lars Von Trier no festival de Cannes de 2011 Imagem: Francois Guillot/AFP Photo

Do UOL, em São Paulo

19/04/2018 10h10

Lars Von Trier vai voltar a circular pelo festival de Cannes sete anos depois de ter sido declarado "persona non grata" pelo evento. O novo filme do dinamarquês, "The House That Jack Built" ganhará uma exibição fora da competição oficial, conforme anunciou nesta quinta (19) a organização do festival. 

O cineasta foi banido em 2011, depois de afirmar, em evento para a imprensa, que era um nazista. “Eu entendo Hitler, eu simpatizo com ele um pouco”, declarou ele na ocasião. Horas depois, Von Trier foi classificado como uma “persona non grata”, uma punição sem precedentes na história do evento.

O diretor eventualmente pediu desculpas, afirmando que suas declarações foram “completamente estúpidas”, o que não o impediu de brincar com seu status: em uma pré-estreia de “Ninfomaníaca”, ele usou uma camiseta que trazia o logo do Festival de Cannes com os dizeres “persona non grata”.

Ao anunciar o retorno de von Trier, o festival se limitou a transmitir a decisão da direção. "Pierre Lescure, presidente do Festival, e seu conselho de administração decidiram acolher o retorno do diretor dinamarquês Lars von Trier, Palma de Ouro de 2000, na mostra oficial. Seu novo filme será exibido fora de competição", afirma um comunicado.

"Pierre Lescure trabalhou muito nos últimos dias para tentar retirar o status de persona non grata" do dinamarquês, revelou na quarta-feira Thierry Frémaux, diretor geral do festival.

No fim de 2017, Von Trier se envolveu em mais uma controvérsia ao ser acusado de assédio sexual por Bjork, que estrelou “Dançando no Escuro”, filme que deu ao cineasta a Palma de Ouro de Cannes no ano 2000. A cantora relatou que o diretor lhe fez várias “propostas sexuais” na época das filmagens e tentou invadir seu quarto de hotel. Von Trier nega as acusações.

O novo filme

“The House that Jack Built” traz Matt Dillon como Jack, um serial killer que parte em uma jornada assassina nos Estados Unidos dos anos 1970. Uma Thruman e Riley Keough estão no elenco da produção como vítimas do protagonista.

De acordo com a revista “The Hollywood Reporter”, pessoas da indústria que já assistiram ao filme afirmaram que ele traz cenas violentas brutais, como um dos trabalhos anteriores de Von Trier, o polêmico “Anticristo”.

Reprodução
Matt Dillon vive Jack, o Estripador em novo filme de Lars Von Trier Imagem: Reprodução

*Com informações da agência AFP

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!