Topo

Música

Morrissey responde a acusações de racismo e diz que Hitler era de esquerda

Divulgação
O cantor britânico Morrissey Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

17/04/2018 11h07

Sempre polêmico em suas declarações, Morrissey voltou a falar de temas espinhosos em entrevista publicada em seu site, "Morrissey Central". Acusado de racismo, ele respondeu às críticas e detonou o prefeito de Londres, Sadiq Khan. E chegou a dizer que Adolf Hitler era de esquerda -- entenda mais desta polêmica aqui.

"Nós todos somos chamados de racistas agora, e essa palavra, na verdade, perdeu o significado", disse ele.

O ex-vocalista dos Smiths acrescentou. "Sobre o racismo, a esquerda ridículoa esquece que Hitler era de esquerda", afirmou ele -- contrariando o que explicam os historiadores, que citam o nazismo como uma terceira via, nem de direita, nem de esquerda.

"(Acusações de racismo) são só um jeito de mudar de assunto. Quando alguém te chama de racista, está dizendo: 'hmm, ele realmente tem um ponto e eu não sei como falar sobre ele, então, que tal eu distraí-lo e talvez ele se esqueça".

Sobre a onda de violência em Londres, ele reclamou da forma com que Khan pronuncia palavras. "Ele nem consegue falar propriamente. O prefeito de Londres! A civilização acabou!". Morrissey ainda disse que os ataques com ácido não estão sendo investigados propriamente porque são feitos por "não-brancos" e o "politicamente correto" impede que isso aconteça. 

"Isso significa que quem ataca é considerado mais vítima do que a própria vítima. Vivemos na Era da Atrocidade".

Morrissey lançou seu mais recente álbum, "Low  In  High  School", em 2017, e vem fazendo shows para promovê-lo.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!