Topo

Música

Mariah Carey revela transtorno bipolar e por que escondeu problema desde 2001

Getty Images
Mariah Carey chega ao Globo de Ouro 2018 Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

11/04/2018 08h29

A cantora Mariah Carey sofre de transtorno bipolar e, apesar de ter sido diagnosticada em 2001, nunca se abriu sobre isso. Nesta terça-feira, a revista "People" estampa sua capa com a norte-americana admitindo o problema e explicando por que nunca falou publicamente sobre ele.

Carey afirma que finalmente enfrentou um tratamento que definiu como "os piores pares de anos que eu já vivi". À revista, a cantora ainda afirmou que foi diagnosticada em 2001, ao ser hospitalizada por ter uma série de problemas físicos e mentais. 

2001 representa um momento delicado na carreira da cantora, que tentou se lançar como atriz, mas viu o filme "Glitter" fracassar e também sentiu a carreira musical derrapar, depois brilhar principalmente até 1999. Foi só cerca de quatro anos depois que ela retomou um momento de maior destaque.

Mariah tuitou a capa da "People" e legendou: "Me sinto agradecida de poder compartilhar com vocês parte da minha jornada".

I'm grateful to be sharing this part of my journey with you. @mrjesscagle @people

Uma publicação compartilhada por Mariah Carey (@mariahcarey)

em

“Até pouco tempo atrás, eu vivia em negação e isolamento e em constante medo de que alguém me expusesse. Era um fardo pesado para carregar e eu não conseguia mais. Eu cedi, recebi tratamento e coloquei pessoas positivas ao meu redor, para voltar a fazer o que amo - escrever canções e fazer música", disse ela, à "People".

Mariah agora está fazendo terapia e tomando medicamentos para tratar a bipolaridade, que envolve períodos de depressão e quadros de irritação, hiperatividade e insônia.

"Eu estou tomando medicamentos que parecem muito bons. Não me deixam tão cansada ou nada assim. Achar este equilíbrio é o mais importante. Por muito tempo eu tive de lidar com uma desordem severa no sono. Mas não era uma insônia normal, eu não estava contando carneirinhos. Eu estava trabalhando e trabalhando e trabalhando... Eu ficava irritada e em constante medo de decepcionar as pessoas. Uma hora, bati na parede. Acho que meus episódios depressivos foram caracterizados por ter pouca energia. Eu me sentia sozinha e triste, até culpada de que não fazia o necessário para minha carreira", desabafou ela.

"Agora estou num lugar legal, estou confortável em discutir minhas lutas com o transtorno bipolar. Eu tenho esperanças de que podemos tirar o estigma das pessoas que passam por isso sozinhas. Isso pode isolar pessoas incrivelmente. Mas isso não precisa te definir e eu me recuso a deixar isso me definir e me controlar", completou.

Mariah Carey teve 18 músicas como número 1 das paradas e vendeu mais de 200 milhões de discos, mas muitas vezes teve atitudes questionadas. Em 2001, começou-se a questionar o comportamento de Mariah, principalmente após uma aparição em um programa de TV em que ela fez uma espécie de striptease e distribuiu sorvete aos convidados, dizendo que "sem sorvete, às vezes você pode ficar meio doida". Pouco depois, foi hospitalizada por "exaustão extrema".

No último Reveillón, ela chamou a atenção por reclamar que não tinham lhe dado chá, como pedira. "Vou ser como qualquer pessoa e ficar sem chá", disse ela, durante uma apresentação musical.

A cantora é mãe de gêmeos, Moroccan e Monroe, que hoje estão com seis anos. Ela cria as crianças em conjunto com o ex-marido, Nick Cannon.