Topo

Walking Dead

Quer ver o chefe de "Walking Dead" feliz? Assista aos episódios na TV e com a galera

Divulgação
Carl (Chandler Riggs) aproveita os últimos momentos ao lado de Judith em cena do nono episódio da oitava temporada de "The Walking Dead" Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

09/04/2018 22h07

Se você é fã de "Walking Dead", eis um conselho sincero de Scott Gimple, chefão da série: esqueça o streaming e assista ao episódio final da oitava temporada, que vai ao ar no Brasil na noite do próximo domingo (15) na Fox. Segundo ele, essa é a melhor forma de compartilhar a experiência proporcionada pela produção.

"As pessoas assistem à 'Walking Dead' de várias maneiras hoje em dia. Mas é empolgante perceber que a série ainda está no topo da televisão e que as pessoas estão compartilhando a experiência", disse o showrunner Scott Gimple em entrevista ao site "TheWrap".

Apesar de todo sucesso da série, um dos grandes fenômenos pop da atualidade, os índices de audiência estão em queda nos Estados Unidos. O motivo: com a popularização dos serviços on-demand, as pessoas têm preferido assistir aos episódios depois da estreia na televisão.

Chris Pizzello/Invision/AP
Scott Gimple, produtor de "Walking Dead" Imagem: Chris Pizzello/Invision/AP

"A série começou em 2010, e o mundo inteiro mudou nos últimos oito anos. Se 'The Walking Dead' fosse uma pessoa e voltasse em 2018, ela não reconheceria mais o mundo. Por isso, é absolutamente lógico afirmar que a audiência caiu, mas é um pouco bobo não mencionar o contexto", ressaltou Gimple.

Apesar de os índices de audiência virem caindo sucessivamente desde quinta temporada, cuja estreia foi vista por 17,3 milhões de telespectadores nos EUA, a atual oitava temporada começou bem, com 11.4 milhões de fãs vidrados na TV.

“Quero continuar pensando em maneiras de contar histórias que incentivem as pessoas a assistirem na noite de estreia. [Os fãs] não podem todos se aglomerar na mesma casa, mas eu adoraria que todos assistissem ao mesmo tempo e compartilhassem a experiência.”

Segundo Gimple, a forma como "Walking Dead" é consumida hoje, por meio de diversas plataformas, é um desafio e uma oportunidade para a produção. "Há mais TV sendo produzida do que nunca. As pessoas nunca viram tanta televisão. A diferença é que a tecnologia que nos deu a oportunidade de fazer isso de várias maneiras."

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!