PUBLICIDADE
Topo

Adolescentes estão mais alertas para depressão após série "13 Reasons Why"

Hannah (Katherine Langford) em cena de "13 Reasons Why", da Netflix - Divulgação/Netflix
Hannah (Katherine Langford) em cena de "13 Reasons Why", da Netflix Imagem: Divulgação/Netflix

Do UOL, em São Paulo

21/03/2018 13h58

Uma pesquisa global feita pela Northwestern University, de Illinois, Estados Unidos, entre novembro de 2017 e janeiro, concluiu que a série "13 Reasons Why", da Netflix, facilitou a conversa entre pais e filhos sobre temas polêmicos, como suicídio, violência sexual, saúde mental e bullying.

Ao todo, foram entrevistados 5400 adolescentes e pais de adolescentes nos Estados Unidos, Reino Unido, Austrália, Nova Zelândia e Brasil.

A série conta a história da adolescente Hannah Baker, que cometeu suicídio. Antes, ela deixa para trás algumas fitas cassetes documentando as 13 razões para ela ter tirado a própria vida. Na ocasião, a série foi criticada por mostrar de maneira explícita cenas de suicídio e violência sexual.

Leia também:

No Brasil, a pesquisa da Northwestern University mostrou que 74% dos espectadores adolescentes relataram que pessoas de sua faixa etária lidam com questões similares às apresentadas na série, e 76% disseram que assistir à série foi benéfico para pessoas de sua idade.

A pesquisa mostrou ainda que três quartos dos espectadores adolescentes brasileiros estão mais alertas para a possibilidade de que alguém próximo possa estar sofrendo de depressão, mesmo que os sinais não sejam aparentes.

A pesquisa mostrou ainda que 90% dos espectadores adolescentes relataram que a série os ajudou a entender que suas ações podem ter impacto na vida dos outros e mais da metade deles pediu desculpas a quem havia maltratado.

Entre os pais, o resultado mostrou que a maioria deles (75%) acha que deveria haver informações complementares, como o parecer de profissionais de saúde mental ao final dos episódios e manifestações do elenco fora de seus personagens fornecendo informações ao final de episódios específicos.

Cerca de 71% dos pais disseram ainda que a série facilitou a abordagem de questões difíceis e fez com que assuntos delicados, como depressão, suicídio e violência sexual fossem discutidos.

A segunda temporada de "13 Reasons Why" já foi confirmada pela Netflix e não terá mais fitas, porém mostrará outras perspectivas sobre a história de Hannah. A série deverá estrear ainda neste semestre.