PUBLICIDADE
Topo

Petição pede que ator de "The Crown" doe diferença de salário

Elizabeth (Claire Foy) e Phillip (Matt Smith) em cena da segunda temporada de "The Crown" - Robert Viglasky/Netflix
Elizabeth (Claire Foy) e Phillip (Matt Smith) em cena da segunda temporada de "The Crown" Imagem: Robert Viglasky/Netflix

Do UOL, em São Paulo

19/03/2018 12h39

A notícia de que Claire Foy ganhou menos do que Matt Smith por “The Crown” – mesmo interpretando a rainha Elizabeth 2ª, a grande estrela da série – não pegou nada bem. E, agora, um grupo de fãs parece estar tentando corrigir isso.

Foi criada na plataforma Care2  uma petição que pede que o ator doe o valor correspondente à diferença entre seu salário e o da colega. O valor seria destinado ao fundo de defesa de vítimas de assédio e abuso da Time’s Up, organização criada por estrelas de Hollywood para lutar contra a discriminação de gênero.

A petição tem a meta de conseguir 25 mil assinaturas. No início da tarde desta segunda-feira (19), ela já era apoiada por mais de 23 mil pessoas.

Entenda o caso

Os produtores Suzanne Mackie e Andy Harries revelaram a discrepância salarial na INTV Conference, em Israel. Eles admitiram que Smith recebeu mais por conta de sua fama como um dos protagonistas da série britânica "Doctor Who". Em "The Crown", ele interpreta o príncipe Philip, marido da rainha.

Os dois acrescentaram que "no futuro, ninguém receberá mais que a rainha". Isso, porém, não melhora a situação de Foy: a atriz, que venceu um Globo de Ouro pela série e foi indicada ao Emmy, não retornará para as próximas temporadas. Para retratar o envelhecimento dos personagens, todo o elenco será substituído, e a rainha Elizabeth 2ª passará a ser interpretada por Olivia Colman ("Broadchurch"). 

Segundo uma estimativa da revista "Variety", Foy ganhou US$ 40 mil por episódio na série. O valor é considerado baixo para os padrões hollywoodianos, ainda mais se tratando de uma série que figura entre as mais caras da história, com um orçamento de US$ 7 milhões por episódio.