PUBLICIDADE
Topo

Presidente da Academia do Oscar é investigado por assédio sexual

O presidente da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, John Bailey - REUTERS/Mario Anzuoni
O presidente da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, John Bailey Imagem: REUTERS/Mario Anzuoni

Do UOL, em São Paulo*

16/03/2018 15h13

John Bailey, presidente da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, está sendo investigado por abuso sexual.

A organização que entrega o Oscar recebeu três acusações na última quarta-feira (14) e imediatamente começou a averiguar o caso, informou fontes próximas ao site "Variety".

Bailey foi figura importante nos últimos meses por defender as vítimas de assédio e abuso sexual em Hollywood, inclusive demitindo da Academia o magnata Harvey Weinstein, acusado de assédio e estupro por mais de uma centena de mulheres, e substituindo o ator Casey Affleck, que tem o nome ligado a dois casos de estupro, de entregar o Oscar de melhor atriz neste ano

Com 75 anos, Bailey foi eleito presidente da Academia de Hollywood no último dia 8 de agosto e sucedeu Cheryl  Boone  Isaacs no cargo.

Segundo o site da revista "The Hollywood Reporter", o secretário da Academia, David Rubin, se encontra à frente de uma subcomissão que está revisando as acusações contra Bailey.

Em dezembro, a Academia divulgou um código de conduta apontando que os membros da organização poderiam ser expulsos por abuso, assédio e discriminação. Caso as acusações sejam acatadas pela Academia, o presidente será julgado pelo Conselho dos Governadores, composto por 51 pessoas responsáveis pela visão estratégica da organização.

Bailey ganhou notoriedade em Hollywood como diretor de fotografia. Seus trabalhos mais marcantes são "Na Linha de Fogo", "Marcas da Vingança" e "A Encruzilhada". 

*Com informações da EFE