PUBLICIDADE
Topo

Filho de Gary Oldman sai em defesa do pai, acusado de abusar de ex-mulher

Gary Oldman mostra o seu Oscar de melhor ator por "O Destino de uma Nação" - REUTERS/Lucas Jackson
Gary Oldman mostra o seu Oscar de melhor ator por "O Destino de uma Nação" Imagem: REUTERS/Lucas Jackson

Do UOL, em São Paulo

06/03/2018 21h30

Gulliver Oldman, filho de Gary Oldman, vencedor do Oscar de melhor ator por "Destino de Uma Nação", publicou uma carta aberta nesta terça (6) defendendo o pai das acusações de abuso físico e moral feitas por sua mãe, Donya Fiorentino, a ex-mulher do ator.

"Foi preocupante e doloroso ver essas falsas acusações contra o meu pai sendo publicadas novamente, especialmente depois de isso ter acontecido há tantos anos. Há boas razões para que essas acusações tenham sido encerradas anos atrás", escreveu Gulliver, que tem 20 anos.

Depois de quatro anos de casamento, Oldman e Donya se divorciaram de forma tumultuada em 2001, brigando na Justiça pela guarda dos filhos, que terminou ficando com o ator. Na época, ela acusou o ex-marido de agredi-la na frente de Gulliver e seu irmão Charlie e de abusar de drogas.

Segundo Gulliver, que citou em sua carta um artigo publicado pelo jornal pelo "Daily Mail", as acusações são mentirosas. "Meu pai é minha única e verdadeira luz guia. Meu único herói", escreveu ele, classificando mãe como uma pessoa deprimida e problemática ao longo da vida.

Em entrevista publicada pelo site "TMZ" após o Oscar, Donya desabafou sobre a vitória de Oldman na cerimônia."Parabéns a Gary e à Academia por premiar dois abusadores. Pensei que tivéssemos evoluído", afirmou ela, também se referindo ao ex-jogador de basquete Kobe Bryant, que também venceu um Oscar e se envolveu com acusações de abuso no passado.

Veja abaixo a íntegra da carta escrita por Gulliver Oldman.