PUBLICIDADE
Topo

Como o Oscar decide quais artistas vão aparecer em homenagem póstuma

O ator Adam West participa da Comic Con em Nova York, em 2016 - Mike Coppola/Getty Images
O ator Adam West participa da Comic Con em Nova York, em 2016 Imagem: Mike Coppola/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

05/03/2018 12h13

Um dos momentos mais aguardados pelos telespectadores do Oscar é quando a Academia homenageia os artistas que morreram no ano anterior.

De uma lista que contém, em média, 800 artistas, são selecionados cerca de 45 pessoas, exibidos em um vídeo de quatro minutos durante a cerimônia.

Evidentemente que muitos nomes ficam de fora. Porém, na cerimônia deste domingo (4), a ausência do diretor Tobe Hopper, de "Poltergeist: O Fenônemo" e "O Massacre da Serra Elétrica", além do ator Adam West, que interpretou o Batman na série de TV dos anos 60, e a vencedora do Oscar Dorothy Malone, foram bastante sentidas.

A omissão desses artistas na homenagem levantou a discussão sobre os critérios usados pela Academia na hora escolher quem entra e quem sai.

Uma reportagem publicada pela revista "Vanity Fair" investigou como a escolha é feita.

De acordo com uma fonte envolvida na homenagem do ano passado, os nomes são escolhidos em janeiro em reuniões que duram "horas e horas". "É tudo sobre status. É impossível ser justo. Você tenta, todos os anos, adicionar um numero maior de editores ou diretores de arte. É sobre a proeminência da pessoa naquele campo", disse a fonte.

Para tentar contornar a situação, muitos nomes são homenageados no site oficial do Oscar, que é uma das partes mais acessadas do portal.

A reportagem da "Vanity Fair" conclui que, talvez a escolha de quem entra e quem sai do vídeo tributo seja ainda mais difícil do que a própria votação do Oscar.