PUBLICIDADE
Topo

Cineasta de 89 anos vira o vencedor do Oscar mais velho da história

O roteirista James Ivory, indicado ao Oscar por "Me Chame pelo seu Nome", usa camisa com o rosto de seu colega de filme, o ator Timothée Chalamet - Frazer Harrison/Getty Images
O roteirista James Ivory, indicado ao Oscar por "Me Chame pelo seu Nome", usa camisa com o rosto de seu colega de filme, o ator Timothée Chalamet Imagem: Frazer Harrison/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

05/03/2018 00h32

James Ivory sentiu o gosto de subir ao palco e levantar sozinho uma estatueta do Oscar pelo roteiro adaptado de "Me Chame Pelo Seu Nome".

Aos 89 anos, ele também fez história e virou a pessoa mais velha a receber a mais prestigiada láurea do cinema. Baseado na obra homônima do escritor americano André Aciman, o longa dirigido pelo italiano Luca Guadagnino tem forte viés autobiográfico.

Embora costume fugir do rótulo de ativista, James Ivory tem a temática LGBT como uma constante na carreira.

Já dirigiu mais de 30 filmes, entre eles os elogiados “Vestígios do Dia” (1993), “Retorno a Howards End” (1992) e “Maurice”, estrelado por Hugh Grant e James Wilby, um dos destaques no Festival de Veneza de 1987.

Inspirada na obra do britânico E. M. Forster, a produção retrata um caso de amor proibido na Inglaterra do início do século 20. Foi lançado em uma época em que a homossexualidade ainda era muito pouco representada nas telas.