Topo

Filmes e séries

Uma Thurman reaparece na TV e fala sobre processo contra Harvey Weinstein

Reprodução
Uma Thurman em entrevista a Seth Meyers Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

27/02/2018 15h48

Uma Thurman esteve no "Late Night", de Seth Meyers, para falar sobre seu novo trabalho na Broadway, a peça "The Parisian Woman". Esta foi a primeira aparição da atriz na TV desde que ela contou ao The New York Times sobre o acidente no set de "Kill Bill" e o assédio que sofreu do produtor Harvey Weinstein. "Você tem que praticar sua cidadania. Não é justo deixar as pessoas guardando a verdade como um fardo somente delas", explicou a atriz sobre a decisão de também abrir o jogo após ser elogiada pelo apresentador por sua coragem.

"Não há ninguém mais que eu queira processar nesse momento do que ele", desabafou a atriz sobre o ex-todo poderoso de Hollywood. Pivô do levante hollywoodiano contra o assédio sexual na indústria do cinema, o executivo se aproximou de Thurman logo após o sucesso de “Pulp  Fiction”. O filme de Quentin Tarantino marcou a carreira da atriz e foi uma das produções de maior sucesso da carreira de Weinstein.

Na entrevista ao The New York Times, a atriz revelou que a primeira investida do magnata aconteceu em um hotel em Paris. Eles conversavam sobre um novo roteiro quando o produtor surgiu de roupão – detalhe que une as histórias de muitas de suas vítimas – a convidando para continuar a conversa na sauna.Thurman relembra que o episódio foi constrangedor e o produtor ficou envergonhado.

Pouco tempos depois, no entanto, em um hotel em Londres, ela conta ter sido forçada a ter relações sexuais com ele. "Ele me empurrou para baixo. Tentou se jogar sobre mim. Tentou se exibir. Fez todo tipo de coisa desagradável”, revela. Weinstein teria ameaçado estragar sua carreira, caso ela revelasse o episódio. O produtor confirmou ao “New York Times” que pediu desculpas.

Uma Thurman ainda minimizou a responsabilidade do diretor Quentin Tarantino no grave acidente que sofreu no set de "Kill Bill" e botou a culpa em Harvey Weinstein e outros produtores do filme. Ela ainda acusa Weinstein de ter escondido os registros do acidente para evitar que a história viesse à tona nos últimos 15 anos. O produtor já negou que tenha tentado abafar o acidente.

Veja o trecho da entrevista abaixo (em inglês):

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!