Topo

Entretenimento

Ryan Seacrest revela que suposta vítima de assédio exigiu US$ 15 milhões

AFP PHOTO / ANGELA WEISS
O apresentador e produtor Ryan Seacrest Imagem: AFP PHOTO / ANGELA WEISS

Do UOL, em São Paulo

26/02/2018 20h38

O apresentador e produtor Ryan Seacrest afirmou nesta segunda-feira (26) que a estilista que o acusa de assédio sexual exigiu US$ 15 milhões antes de vir a público fala sobre o caso.

Em uma entrevista para a "Variety", Suzie Hardy acusa Seacrest de "agressão sexual por anos" enquanto ela era funcionária do canal a cabo "E!", de 2006 a 2013.

A mulher também apontou que o poderoso segurou o próprio pênis enquanto estava apenas de cueca, agarrou a vagina da estilista e ainda bateu em suas nádegas tão forte que "a marca ficou visível por horas".

O advogado de Seacrest se mostrou "chateado" com o site por ter publicado a entrevista, e revelou que a vítima pediu a milionária quantia para "fazer falsas alegações".

Segundo o advogado da defesa, Suzie se sentiu motivada com o movimento #MeToo e com todas as mulheres denunciando casos de assédio e estupro cometidos pelo magnata Harvey Weinstein, a partir de outubro do ano anterior.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento