Topo

Filmes e séries

Astro de "A Múmia", Brendan Fraser revela que assédio sexual o fez recluso

Divulgação
Cena de "A Múmia", um dos filmes de maior sucesso de Brendan Fraser Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

22/02/2018 13h27

Brendan Fraser foi um dos principais rostos do cinema hollywoodiano nos anos 1990. Astro de “George: O Rei da Floresta” e da trilogia “A Múmia”, o ator americano não deixou de trabalhar, mas nunca mais esteve no centro dos holofotes.

Em uma longa reportagem publicada pela edição americana “GQ”, o ator revelou o que o fez dar alguns passos para trás na carreira. Entre o cuidado com o filho autista de 15 anos, um episódio em especial o deixou depressivo: o assédio sexual sofrido por ele em 2003, durante um almoço realizado pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA), que promove o Globo de Ouro.

Na época, uma jornalista do “The New York Times” havia revelado que Philip Berk, ex-presidente da organização, havia apertado as nádegas do ator durante o evento, mas segundo Fraser, Berk foi além: "Sua mão esquerda se aproxima, me agarra na poupa da minha bunda e um de seus dedos toca no períneo. E começa a movê-lo", relembrou o ator.

Fraser diz que o gesto o deixou paralisado. "Eu me sentia mal. Eu me senti como uma criança. Senti como se houvesse uma bola na garganta. Eu pensei que ia chorar”. Ele conta que deixou o local imediatamente e cogitou contar o episódio a um policial, mas se sentiu humilhado. “[Isso] me fez recolher. Isso me fez sentir recluso.”

À “GQ”, Berk, que ainda é membro da HFPA, contesta a história: "Fabricação total". Na época, no entanto, o representante do ator solicitou à Associação desculpas por escrito. Berk escreveu uma carta, mas afirmou que não admitiu "nenhuma transgressão". "[Escrevi] o habitual. 'Se eu fiz qualquer coisa que aborreceu o Sr. Fraser, não foi intencional e peço desculpas."

Fraser ainda comentou que tem acompanhado o movimento das mulheres que têm denunciado casos de assédio tanto dentro quanto fora de Hollywood. "Eu conheço Rose [McGowan], conheço Ashley [Judd], eu conheço Mira [Sorvino]. Eu trabalhei com elas. Eu as chamo de amigos minha cabeça. Não falo com elas há anos, mas elas são minhas amigas. Eu assisti a este movimento maravilhoso, essas pessoas com a coragem de dizer o que eu não tive coragem de dizer."

O ator revelou também que desde o episódio raramente é convidado ao Globo de Ouro. A associação nega qualquer tipo de boicote: "Sua carreira declinou sem nossa culpa."

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!