Topo

Filmes e séries

Bilheteria de "Pantera Negra" arrasa preconceito de Hollywood

Divulgação/Marvel
Lupita Nyong'O, Chadwick Boseman e Letitia Wright em cena de "Pantera Negra" Imagem: Divulgação/Marvel

Anousha Sakoui

Da Bloomberg

15/02/2018 16h05

Se "Mulher-Maravilha" demonstrou que cinéfilos de todos os gêneros e idades gostariam de ver um filme sobre uma super-heroína, "Pantera Negra" fará o mesmo com um protagonista afro-americano em um superuniforme.

A AMC Entertainment Holdings, a maior rede de salas de cinema dos EUA, registrou mais vendas antecipadas para "Pantera Negra" do que para qualquer outro filme da Marvel Studios "por uma margem considerável", segundo Elizabeth Frank, diretora de conteúdo e programação da empresa. Mais de 100 dos 650 cinemas da rede estão registrando um recorde de reservas.

As compras vão além do típico fã que vai ao cinema na noite de quinta-feira e abrangem famílias que reservam matinês aos domingos, disse Frank em entrevista. Em Leawood, subúrbio de Kansas City onde fica a sede da AMC, o cinema local passará o filme 23 vezes na noite desta quinta-feira. Os moradores de Leawood são 90,1 por cento brancos e 1,2 por cento negros.

"A parte mais empolgante das vendas de 'Pantera Negra' é que elas são grandes e amplas", disse Frank.

O clamor constante da campanha #OscarsSoWhite nas redes sociais e de outras iniciativas para aumentar a diversidade em Hollywood está rendendo frutos para filmes com atores e diretores de minorias étnicas. Na cerimônia de entrega do Oscar, em 4 de março, por exemplo, um afro-americano, um mexicano e uma mulher estão entre os cinco indicados na categoria de melhor diretor. Filmes protagonizados por atores de minorias como, "Jumanji: Bem-Vindo à Selva" e "Corra!", são grandes sucessos financeiros.

"É notável que o único sucesso na crítica e na bilheteria da DC nos últimos tempos, "Mulher-Maravilha", derrubou mais um pilar da visão convencional do setor, de que o público não se interessa por um filme com uma super-heroína", disse Reed Tucker, autor de "Slugfest", um livro de 2017 sobre a batalha perpétua entre a Marvel e a DC Comics, da Time Warner. "Aqui está a esperança de que o sucesso de 'Pantera Negra' abra a porta não apenas para super-heróis que não sejam brancos, mas para todos os tipos de projetos com pessoas de cor."

Estreia

"Pantera Negra" chega aos cinemas nesta quinta-feira (15). A empresa controladora da Marvel, a Walt Disney, projeta arrecadar US$ 150 milhões no fim de semana da estreia, que é prolongado nos EUA por causa do feriado do Dia do Presidente. Com esse número, "Pantera Negra" poderia entrar no grupo de lançamentos mais bem-sucedidos do ano no país. Shawn Robbins, da Box Office Pro, projeta uma estreia de US$ 181,5 milhões e diz que o filme estenderá os negócios da Disney com a Marvel além de seus sucessos com Homem de Ferro, Thor e Capitão América para uma nova geração de super-heróis.

Tyler Perry, o comediante e empreendedor cujo estúdio em Atlanta foi usado para filmar "Pantera Negra", disse pensar há tempos que Hollywood perdia a oportunidade de ganhar muito dinheiro por não criar mais conteúdos para o público negro. Uma mudança de atitude em relação à raça, em particular entre os jovens, também significa que cinéfilos de todos os grupos étnicos queiram ver um filme como "Pantera Negra".

"Há uma energia e uma geração totalmente novas", disse Perry na terça-feira à Bloomberg TV. "Os jovens estão mais abertos a todos os tipos de pessoas e de raças. Está acontecendo algo maravilhoso agora."

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!