Topo

Filmes e séries

Maquiador diz que trabalhar com Jim Carrey em "Grinch" o levou à terapia

REUTERS/Mark Blinch
Jim Carrey no Festival Internacional de Toronto Imagem: REUTERS/Mark Blinch

Do UOL, em São Paulo

08/02/2018 11h43

Jim Carrey é uma figura no mínimo excêntrica. Basta assistir ao documentário “Jim & Andy”, que mostra como ele “encarnou” Andy Kaufman até fora das câmeras para filmar “O Mundo de Andy” (1999) e enlouqueceu a equipe de produção. Além deste caso, pelo jeito a filmagem de “Grinch” não foi das mais agradáveis. O maquiador Kazuhiro Tsuji, um dos maiores nomes da área e responsável por transformar Jim em Grinch, afirmou que a experiência com o ator o levou a fazer terapia.

Famoso por trabalhar em “Homens de Preto”, “Hellboy” e “O Curioso Caso de Benjamin Button”, ele contou ao site “Vulture” que o comportamento de Carrey dificultou as gravações ao extremo.

LEIA TAMBÉM

“No set, (Carrey) era realmente cruel com todos e no começo da produção, simplesmente não conseguíamos terminar. Depois de duas semanas, conseguimos concluir uns três dias de trabalho das gravações, porque ele de repente sumia e, quando voltava, tudo estava destruído. Não conseguíamos filmar nada”, afirmou Tsuji.

Jim Carrey precisava passar por horas de maquiagem para se transformar no Grinch, incluindo uma pintura verde de corpo inteiro. Ele começou a perder a paciência com o processo e Tsuji conta que foi destratado pelo comediante.

“No trailer de maquiagem, ele repentinamente levantou, olhou para o espelho e, apontando para o espelho, disse: ‘Essa cor é diferente da que você usou ontem. Conserte’. Mas não era. Eu disse que ia arrumar. E todo dia era assim”, acrescentou o maquiador.

O problema cresceu a ponto de Tsuji pedir licença do trabalho. Ele retornou com uma condição, uma barganha para pelo menos sair ganhando algo: os produtores ajudariam para que ele conseguisse um green card e pudesse conseguir a cidadania norte-americana.

Tsuji afirmou que Carrey conseguiu controlar seu temperamento no restante das gravações, mas que o caso o afetou e ele passou a fazer terapia para conseguir lidar com as pressões do trabalho com artistas como Jim Carrey. “Sou introvertido. Não gosto de estar no meio de muita gente, ou trabalhando com esse tipo de condição”, concluiu.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!