Topo

Filmes e séries

Astro de "50 Tons" explica por que não mostrou tudo nos filmes

Divulgação
Jamie Dornan, o Christian Grey de "Cinquenta Tons Mais Escuros" Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

07/02/2018 15h17

Jamie Dornan retorna ao papel do milionário sedutor Christian Grey nesta quinta-feira (8) com “50 Tons de Liberdade”, o capítulo final da trilogia iniciada por “50 Tons de Cinza”. Contrariando o desejo de muitas fãs, ele não aparece completamente nu no filme – mas fez questão de explicar o porquê.

Em entrevista à revista “Elle”, Dornan brincou com os rumores de que teria recebido uma oferta de US$ 1 milhão a mais para fazer o nu frontal, que mostraria seu pênis. “Na verdade foi US$ 30 milhões para mostrar um testículo [risos]. Mas não, isso de me oferecerem dinheiro para ficar nu? Nunca aconteceu”.

“Não sei se disse que não faria [o nu]”, continuou. “Você vê muito a minha bunda. Isso não me incomoda. Você vê muito os peitos da Dakota. Eu mostraria os meus peitos se eu tivesse. Eu só pensei ‘nós não precisamos mostrar o resto se não é essencial para a história’. Nós não estamos fazendo pornô, apesar de muitas pessoas acharem que estamos”.

O ator ainda contou que passou por apuros com o tapa-sexo que teve de usar para os filmes. “Você recebe algumas opções e tamanhos. Todos eles são cor de pele – mas como se você estivesse com icterícia. Dessa cor, como uma pessoa doente. Eu peguei um. Todo mundo tinha saído da sala. Enquanto eu colocava, eu vi uma etiqueta costurada por dentro. Ela dizia ‘presidiário número 3’”.

A ideia de que o tapa-sexo pudesse ser usado incomodou o ator. “Quase vomitei. Conforme meus genitais se ajeitavam nessa coisa, eu pensei ‘alguém usou isso’. Eu chamei o assistente de figurino e disse ‘cara, que p**** é essa? Isso é de segunda mão?’ Ele disse ‘não, confie em mim’. Mas ele perdeu a minha confiança”.

E a mulher?

Casado com a atriz e cantora Amelia Warner, com quem tem dois filhos, Dornan contou que ela ainda não viu nenhum dos filmes – mas ressaltou que isso não significa que ela não esteja envolvida no dia a dia dele.

“Eu compartilho o meu dia, eu falo de trabalho. Ela é próxima da Dakota e da Sam [Taylor-Johnson], que dirigiu o primeiro filme, e dos produtores. Ela não viu, mas ela está incluída. Ela apenas não sentiu a necessidade de assistir a ele”.

Assédio

Dornan ainda revelou que já foi assediado sexualmente no início de sua carreira de modelo. “No começo? P****. Você era enviado para esses apartamentos pequenos e questionáveis em Londres. ‘Esse fotógrafo em ascenção quer te conhecer e fazer umas polaroids. Vai ser bom para o seu portfólio’”.

“Eu me lembro de um cara – não lembro o nome dele – que ficava ‘vamos fazer algumas fotos’. Tudo bem. Então ele diz para eu tirar as calças. Eu disse então que queria ir embora. Eu estava me vestindo e ele ficava entrando, agindo como se tivesse esquecido algo na sala. Não havia nada na sala, exceto uma cadeira. Então ele me parou na porta e – eu nunca vou esquecer – ele disse que ia fazer espaguete à bolonhesa para nós e abrir uma garrafa de vinho. Eu liguei para o meu agente e disse ‘nunca mais me mande de novo para um desses malditos tarados’”.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!