Topo

Filmes e séries

Ator faz comentários racistas e é excluído de filme após fim das filmagens

Neilson Barnard/Getty Images for SXSW
O ator Kian Lawley no festival SXSW Imagem: Neilson Barnard/Getty Images for SXSW

Do UOL, em São Paulo

06/02/2018 10h21

A Fox decidiu remover completamente o ator Kian Lawley da adaptação cinematográfica do livro "O Ódio que Você Semeia". O motivo é um vídeo em que o artista surge fazendo comentários racistas e usando termos ofensivos aos negros, segundo a revista "Hollywood Reporter". 

"Devido à controvérsia causada por seus comentários e comportamentos no passado, Kian Lawley não irá mais aparecer em 'O Ódio que Você Semeia'. O estúdio planeja escalar outro ator para o papel de Chris e refilmar as cenas necessárias", afirmou o estúdio em um comunicado oficial.

A decisão de substituir o ator é similar à tomada por Ridley Scott em "Todo o Dinheiro do Mundo". Kevin Spacey, acusado de assédio e abuso sexual por vários homens, foi substituído pelo ator Christopher Plummer quando o filme já estava concluído. Embora ainda não tenha data de estreia, as filmagens de "O Ódio que Você Semeia" acabaram em novembro. 

Após o ocorrido, Lawley se manifestou apoiando a decisão da Fox. "Palavras têm poder e podem causar danos. Eu assumo as minhas e peço desculpas. Eu respeito a decisão da Fox de reescalar o papel de 'O Ódio que Você Semeia', já que é uma história importante e não seria apropriado eu estar envolvido nela considerando as ações do meu passado".

O livro "O Ódio que Você Semeia", de Angie Thomas, acompanha Starr, uma jovem que se torna ativista após presenciar seu amigo ser atingido a tiros pela polícia. A história é inspirada pelo movimento Black Lives Matter.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!