Entretenimento

CPI dos Maus-Tratos aprova convocação coercitiva de artista nu do MAM

Reprodução
Exposição no Museu de Arte Moderna (MAM) gerou polêmica quando uma criança, com a devida aprovação da mãe, tocou um homem nu Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

09/11/2017 14h53

A CPI dos Maus-Tratos aprovou na quarta-feira (8) requerimentos para a convocação coercitiva do artista Wagner Schwartz, que se apresentou nu no Museu de Arte Moderna (MAM), em São Paulo.

Gaudêncio Fidélis, curador da exposição "Queermuseu" (realizada em Porto Alegre e cancelada após ser acusada de apologética à pedofilia, à zoofilia e à utilização de figuras cristãs em temática sexual) também foi intimado pela CPI.

A movimentação das autoridades policiais será necessária, segundo informou o "Senado Notícias", já que a dupla não respondeu aos convites para as audiências da comissão em São Paulo.

A polêmica com a exibição no MAM, que recebeu alegações de pedofilia, veio após um vídeo mostrar uma criança, ao lado da mãe, tocando os pés do artista nu, que continuou deitado e imóvel. Tanto a mãe, Elizabeth Finger, quanto a criança foram ouvidas pela CPI de maneira sigilosa.

"A minha indagação era se ela não tinha conhecimento do Estatuto da Criança e do Adolescente", afirmou o presidente da comissão, Magno Malta, em nota oficial.

Em carta pública assinada por representantes de 73 museus e instituições ligadas à cultura em outubro, curadores e diretores repudiaram as ações de perseguição a manifestações artísticas ocorridas recentemente --em especial o fechamento da mostra "Queermuseu".

Em São Paulo, o Sesc Consolação recebe até o dia 20 de novembro o Carrossel Performático de Fyodor, exposição interativa em que o público pode tocar no corpo nu do artista russo brasileiro Fyodor Pavlov-Andreevich.

a experiência tem classificação indicativa de 16 anos, o que não restringe completamente a entrada de crianças, mas pode evitar uma polêmica parecida com a enfrentada em setembro pelo coreógrafo Wagner Scwartz.

Na quarta (9), o Museu de Arte de São Paulo (MASP) alterou a classificação etária (restritamente proibida para menores de 18 anos) da exibição "“Histórias da Sexualidade” após o Ministério Público Federal (MPF) liberar o acesso de menores acompanhados pelos responsáveis.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo