Livros e HQs

Centenas de cartas escritas por Nelson Mandela na prisão serão publicadas

Divulgação
Nelson Mandela Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

27/06/2017 21h20

Durante os 27 anos em que permaneceu na prisão, Nelson Mandela escreveu centenas de cartas para familiares, seguidores, oficiais de governos e autoridades prisionais, que agora finalmente serão publicadas.

A novidade é da editora Liveright Publishing, que anunciou que os escritos terão duas edições: um volume único com 250 cartas selecionadas para comemorar o centenário do líder sul-africano, em julho de 2018, e um box com dois livros ainda sem previsão de lançamento.

"The Prison Letters of Nelson Mandela" [As Cartas Prisionais de Nelson Mandela, em tradução livre] terá prefácio da neta do ex-prisioneiro Zamaswazi Dlamini-Mandela e edição do jornalista Sahm Venter, que cobriu a libertação do ex-presidente da África do Sul em 1990.

"Essa coleção de cartas nos faz lembrar das excepcionais pressões em Nelson Mandela para sucumbir ao sistema que buscava limpar seu nome da consciência pública e que esperava que ele morresse como prisioneiro", disse Venter.

Inspirado em Mahatma Gandhi, Mandela lutou contra o regime segregacionista do Apartheid, instaurado após a vitória do Partido Nacional em 1948. Em 1962, o líder foi preso e condenado a cinco anos de prisão por incentivar greves e viajar ao exterior sem autorização do governo.

Dois anos depois, foi novamente julgado e condenado à prisão perpétua por sabotagem e conspiração para que outros países invadissem a África do Sul. Mandela foi solto apenas em 1990, graças às sanções internacionais que sufocaram o regime autoritário e obrigaram o país a passar por um processo de abertura. 

No ano seguinte, Mandela foi eleito presidente do Congresso Nacional Africano, principal partido negro do país e que voltava à ativa após ser banido na década de 1960. Vencedor do Nobel da Paz em 1993, virou presidente nas primeiras eleições multirraciais da África do Sul e acabou, finalmente, com o Apartheid, que reinou por 46 anos no país. Nelson Mandela morreu em 2013, aos 95 anos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
Da Redação
Página Cinco
AFP
do UOL
Página Cinco
Da Redação
EFE
Página Cinco
Da Redação
Blog do Barcinski
Página Cinco
Reuters
Da Redação
BBC
Página Cinco
AFP
do UOL
AFP
EFE
Da Redação
Página Cinco
do UOL
AFP
Da Redação
Da Redação
do UOL
Página Cinco
Da Redação
Página Cinco
AFP
Reuters
UOL Jogos
EFE
EFE
Da Redação
UOL Jogos
Da Redação
do UOL
Página Cinco
EFE
Da Redação
AFP
Página Cinco
do UOL
do UOL
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
AFP
Página Cinco
Topo