Topo

Entretenimento

Teatro e exposições com a temática da Paralimpíada estão em cartaz no Rio

Alison Baskerville/Divulgação
Espetáculo "The Garden", da companhia Graeae Imagem: Alison Baskerville/Divulgação

Do UOL, no Rio de Janeiro

07/09/2016 14h13

A abertura oficial da Paralimpíada Rio 2016 é nesta quarta (7). Voltando ao clima de Jogos Olímpicos, a cidade está cheia de atrações culturais especiais que se relacionam com os esportes paralímpicos.

Entre as opções, o Guia UOL selecionou exposições e espetáculos gratuitos, confira o roteiro completo:

Espetáculo "Fim de Jogo"
O lendário teatro do Cassino da Urca, fechado há décadas, irá reabrir para o público de 31 de agosto a 17 de setembro de 2016 com a montagem da peça "Fim de jogo", de Samuel Beckett. A montagem carioca será no foyer do teatro do Cassino, de onde o público poderá ver o palco onde Carmem Miranda e tantas outras estrelas se apresentaram. No espetáculo, o ator Renato Borghi estará todo o tempo sobre cadeira de rodas, enquanto Elcio Nogueira Seixas, que divide a cena com ele, permanecerá sempre em pé. A ideia de montar a peça surgiu da situação vivida por Renato Borghi, que sofreu quatro cirurgias de coluna, tendo corrido o risco de perder todos os seus movimentos, e por vários meses em 2014 esteve em uma cadeira de rodas. Aos 79 anos, em um exemplo de superação, ele hoje tem a coluna sustentada por uma placa e pinos de titânio, e consegue se locomover, obedecendo a uma rotina diária de exercícios pesados. Ele quis trazer a peça para o Rio justamente no período da Paralimpíada, por se sentir "um ator emendado, um ator de titânio". No dia 8 de setembro a apresentação terá tradução em LIBRAS, e, no dia 14 de setembro, audiodescrição.
Quando: até 17 de setembro de 2016. Quarta, quinta e sexta às 20h30 e sábado às 20h.
Onde: Teatro do Cassino da Urca (no atual IED) - Av. João Luís Alves, 13 - Urca.
Quanto: Entrada gratuita. Retirada de senha uma hora antes do espetáculo.

Exposição "Museu Itinerante Se Prepara Brasil"
A emoção percorreu mais de 30 mil quilômetros e se estendeu durante os Jogos Olímpicos Rio 2016. Sucesso de público em todo o país, o Museu Itinerante Se Prepara Brasil registrou cerca de 200 mil visitantes desde seu lançamento, no final de abril. A exposição sobre rodas, montada em duas carretas adaptadas, percorreu 44 cidades antes de desembarcar na Cidade Maravilhosa, onde ficou exposta durante os Jogos Olímpicos e foi vista por mais de 65 mil pessoas nos Bulevares Porto Maravilha e Parque Madureira. Com mais de cem peças do acervo do Comitê Olímpico Internacional (COI), do Comitê Olímpico do Brasil (COB) e do Comitê dos Jogos Rio 2016, além de coleções particulares, o Museu iniciou seu trajeto no dia 30 de abril nas cidades de Vitória (ES) e Goiânia (GO). Após uma breve pausa, o projeto voltará a receber visitantes ao longo dos Jogos Paralímpicos, de 7 a 18 de setembro, nos mesmos locais, sempre das 12h às 21h. Com entrada franca, o Museu é acessível a pessoas com deficiência, oferecendo elevador e guia em braile.
Quando: de 7 a 18 de setembro de 2015, diariamente de 12h às 21h.
Onde: Praça Mauá, no Centro e Parque Madureira, em Madureira.
Quanto: Entrada gratuita.
Mais informações: www.boulevard-olimpico.com

Espetáculo "The Garden"
Apresentadas sobre hastes de sete metros de altura, as sessões do espetáculo terão artistas locais e recursos de acessibilidade integrados. A direção Artística é assinada por Jenny Sealey, diretora artística do Graeae e codiretora da cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos Londres 2012. Nos dias 10 e 11 de setembro, o público do Rio de Janeiro que passar pelo Boulevard Olímpico será surpreendido por uma atração inédita no Brasil. Do alto de hastes de aço flexível que medem sete metros de altura, atores com e sem deficiência encenarão o espetáculo "The Garden". A produção da companhia britânica Graeae retorna ao Rio de Janeiro depois de três anos da apresentação em Madureira durante o primeiro festival Unlimited no Brasil. A performance traz os recursos de acessibilidade tais como interprete de LIBRAS e audiodescrição integrados à obra. O espetáculo será transmitido ao vivo nos telões da Praça Mauá.
Quando: dia 10 de setembro, às 10h e 14h, e dia 11 de setembro às 9h30 e 13h30.
Onde: Praça Mauá - Centro.
Quanto: Evento gratuito.
Mais informações: www.britishcouncil.org.br

Exposição "Design e Utopia dos Jogos"
Em cartaz no Centro de Referência do Artesanato Brasileiro, a exposição traz mais de 250 peças relacionadas às Olimpíadas, entre cartazes, objetos, mascotes, brindes, pictogramas, sinalizações e mais. Sintonizada com os Jogos Paralímpicos que começam nesta quarta (07), a curadoria utilizou um conceito de acessibilidade que garante a deficientes uma experiência única e individual de visitação. A exposição traz recursos como audioguias, vídeos em libras (que podem ser acessados via QR Code), objetos mediadores acessíveis e uma equipe capacitada para receber pessoas com qualquer tipo de deficiência. Estão retratadas cinco edições das Olimpíadas: Tóquio (1964), México (1968), Munique (1972), Los Angeles (1984) e Barcelona (1992), ícones e referências em comunicação visual dos Jogos Olímpicos em todos os tempos.
Quando: Até 8 de outubro de 2016. De terça a sábado, de 10h às 17h.
Onde: CRAB Sebrae - Praça Tiradentes - Centro.
Quanto: Entrada gratuita.
Mais informações: www.crab.sebrae.com.br

Exposição "Ponto de Transição"
O Centro de Artes Visuais da Funarte / MinC realiza, a partir de 1º de setembro de 2016, a exposição "Ponto Transição", que reúne trabalhos de 30 artistas e coletivos contemporâneos de diversas linguagens e tendências, articulados em um circuito de espaços no interior da Fundição Progresso. A mostra integra a programação cultural dos Jogos Paralímpicos no Rio de Janeiro, e os trabalhos expostos compreendem intervenções urbanas, poemas visuais, fotografia, audiovisuais, videoinstalações, esculturas, objetos, trabalhos de coletivos artísticos e outras formas de múltipla expressão.  Haverá ainda uma intensa programação de performances e conversas abertas ao público, com artistas e pensadores. Muitas obras foram feitas especialmente para esta exposição, como é o caso dos artistas Alex Hamburger, Alexandre Dacosta, Ana Muglia, Franklin Cassaro, Helena Trindade, Hugo Houayek, João Modé, Raul Mourão, Ricardo Basbaum, Thomas Jeferson, Coletivo Vade Retro Abacaxi, Valéria Costa Pinto, Victor Arruda e Wlademir Dias-Pino e outros.
Quando: de 1º a 18 de setembro de 2016. Diariamente de 13h às 22h.
Onde: Centro de Artes Visuais da Funarte/MinC - Fundição Progresso - Rua do Arcos, 24 - Lapa.
Quanto: Entrada gratuita.
Mais informações: www.fundicaoprogresso.com.br

Fernando Grosso/Divulgação
Instalação Turning Poin, de Felipe Barbosa Imagem: Fernando Grosso/Divulgação
Exposição "Arte Funcional", de Felipe Barbosa
A Sergio Gonçalves Galeria apresenta a mostra "Arte Funcional", de Felipe Barbosa sobre arte e esporte. A mostra dialoga com o clima que a cidade do Rio de Janeiro vive desde o início das Olimpíadas Rio 2016 e que continua com as Paraolimpíadas. Nas obras, o artista procura traçar um paralelo entre a arte e o esporte, que ao longo do tempo buscam elementos que desafiem homens e mulheres a superarem seus limites.
Quando: Até 17 de setembro de 2016, de terça a sexta, de 11h às 19h, e aos sábados, de 11h às 18h. A galeria não funcionará no dia 7 de setembro.
Onde: Sergio Gonçalves Galeria - Rua do Rosário, 38 - Centro (próximo ao CCBB e Centro Cultural dos Correios).
Quanto: Entrada gratuita.
Mais informações: (21) 2253-0923.

Exposição "Wheelchair Parade"
Aproveitando o momento em que a cidade está respirando acessibilidade por causa dos Jogos Paralímpicos, a organização social sem fins lucrativos Embaixadores da Alegria (primeira escola de samba voltada para pessoas com deficiência) promove o  Wheelchair Fest, como parte das comemorações por seus dez anos de atividades. O evento é uma plataforma multicultural que utiliza a cadeira de rodas como ferramenta de conexão entre pessoas com deficiência e a cultura carioca. A programação conta com shows e uma exposição com onze cadeiras de rodas customizadas por artistas de diferentes segmentos. Os convocados são: o ilustrador Felipe Guga, o carnavalesco Leandro Vieira, a artista multidisciplinar Mana Bernardes, o produtor social Rene Silva, do jornal Voz da Comunidade, os grafiteiros Marcelo Eco e Rafael Doria, os artistas plásticos Katia Wille e René Machado e o designer de luz Tomás Ribas. Já o Instituto Municipal Nise da Silveira vai participar com um coletivo de seus pacientes e alunos. Além das dez cadeiras de rodas do Boulevard Olímpico, uma será feita especialmente pelo artista e cenógrafo PIA e ficará exposta na rodoviária Novo Rio, em uma parceria com o Grupo UTIL.
Quando: de 10 a 25 de setembro de 2016.
Onde: Boulevard Olímpico - Praça Mauá - Centro.
Quanto: Entrada gratuita.
Mais informações: www.boulevard-olimpico.com

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento