Topo

Livros e HQs

Aos 15 anos, Larissa Manoela abre diário e vira autora mais vendida do país

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

07/09/2016 06h00

Larissa Manoela tem 15 anos e já está acostumada com números bem mais significativos. Atriz, cantora e agora escritora, a adolescente engata a reta final de 2016 cheia de planos.

Turnê de shows pelo Brasil, divulgação de seu livro, gravação de dois filmes e uma viagem a Orlando como pontapé de sua carreira internacional estão na agenda dos próximos três meses. Isso tudo conciliado com a vida escolar de aluna "comum" do segundo ano do ensino médio, das 7h às 12h40, de segunda a sexta-feira.

Desde o final de junho, quando lançou um livro em que abre aos fãs detalhes sobre sua agitada vida, Larissa figura nas listas dos mais vendidos do país, publicada pela Publishnews. Ela chegou a ficar no topo durante cinco semanas consecutivas, perdendo o posto apenas nesta última semana para o segundo livro da youtuber Kéfera Buchmann, outro fenômeno de popularidade entre o público infantojuvenil.

Com 35,3 mil unidades vendidas só em agosto, e uma soma que chega perto dos cem mil desde o lançamento, "O Diário de Larissa Manoela" relembra histórias como quando a atriz precisou ser internada depois de uma grave queda de cavalo durante a gravação de uma novela, e traz também um álbum de fotos com uma retrospectiva dos 11 anos de carreira.

Larissa também revela seus gostos pessoais com listas dos "dez mais" que vão desde marcas de roupa até seus ídolos. Entre eles está Selton Mello, espécie de padrinho que a escolheu para atuar com ele em "O Palhaço", de 2011. Mas o ator que a apelidou de Fofilda aparece apenas em oitavo lugar. No topo está Rihanna.

Justin Bieber e João Guilherme, filho de Leonardo e namorado de Larissa há quase um ano, aparecem entre os mais gatos. E marcas nada infantis como Louboutin e Channel figuram entre as suas grifes favoritas.

"O Diário de Larissa Manoela" surgiu depois de cinco convites simultâneos de diferentes editoras de olho na popularidade da atriz que estourou como a Maria Joaquina de "Carrossel" e as gêmeas Isabela e Manuela em "Cúmplices de um Resgate". O livro foi escrito a quatro mãos em um período de três meses.

Divulgação
"O Diário de Larissa Manoela": o livro mais vendido do Brasil em agosto Imagem: Divulgação

Larissa escolheu a ideia que mais a agradou entre as cinco apresentadas, os pais ajudaram contando as histórias da primeira infância e o jornalista Bruno Meier acompanhou a artista até mesmo em viagens e dentro de casa para registrar os acontecimentos mais recentes e organizar o livro. O orientador acabou virando amigo pessoal da família.

É o que contam os pais, Gilberto e Silvana, que se dedicam há nove anos exclusivamente à carreira da filha. Eles criaram uma empresa para gerenciar os shows, presenças VIP e contratos com emissoras e empresas. Quando ainda viviam em Guarapuava (PR), onde a artista nasceu em 28 de dezembro de 2000, o pai era consultor imobiliário e a mãe, pedagoga.

É Silvana quem detalha os projetos de Larissa Manoela enquanto a menina assina livros para 300 fãs que disputaram senhas na Bienal do Livro de São Paulo, na última quinta-feira (1º). Outras centenas de crianças e adolescentes ficam em volta da estrutura armada com grades e bombeiros e gritam o nome de Larissa por mais de duas horas interruptas, tentando chamar a atenção da estrela.

"Abri meu diário para os meus fãs, foi um presente maravilhoso que eu dei para eles e agora eles estão me dando em troca como o livro mais vendido do Brasil. Então estou super contente", declara a menina em uma das pequenas pausas entre assinaturas e selfies com os fãs.

Apenas dois dias depois de passar pela Bienal do Livro, Larissa inicia uma série de doze shows pelo Brasil antes de viajar para a Disney, em Orlando, nos Estados Unidos. A partir do dia 15 de dezembro, ela visita parques com fãs e finaliza a viagem com um show no dia 22, que ela define como o "pontapé inicial da carreira internacional".

Dois filmes em três meses

Reprodução/Instagram/@lmanoelaoficial
As atrizes Larissa Manoela e Ingrid Guimarães: mãe e filha em "Fala Sério, Mãe" Imagem: Reprodução/Instagram/@lmanoelaoficial

Tudo isso só foi possível por causa do fim das gravações de "Cúmplices de um Resgate". A novela do SBT ocupava a agenda da atriz todos os dias das 14h às 20h e também aos sábados. O encerramento oficial aconteceu no último dia 28 de agosto com um show ao vivo que levou 44 mil pessoas ao Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.

O fim da novela também permitirá o retorno de Larissa ao cinema. Seu último trabalho nas telonas foi em "Carrossel 2", lançado em julho deste ano. Ela agora se prepara para protagonizar um filme só dela com o título provisório de "Meus Quinze Anos", baseado na festa de princesa que ganhou em janeiro deste ano.

Larissa também vai estrelar o filme "Fala Sério, Mãe", baseado no best-seller da escritora carioca Thalita Rebouças e com previsão de lançamento para o ano que vem. Ingrid Guimarães fará o papel da mãe, Ângela Cristina, enquanto Larissa viverá a fase adolescente da personagem principal, Malu. 

"Vamos gravar no Rio, mas é rapidinho. Voltando do Rio em uma sexta-feira, na segunda ela já começa a gravar o outro filme", conta Silvana, a mãe de Larissa na vida real. 

"Me considero uma artista completa"
Larissa Manoela

O cinema não é novidade para Larissa Manoela, que já atuou em quatro produções nas telonas: "Essa Maldita Vontade de Ser Pássaro", "O Palhaço", "Carrossel: O Filme" e "Carrossel 2: O Sumiço de Maria Joaquina", adaptações para o cinema da novela que a levou ao estrelato.

"Me considero uma artista completa. Já tive a oportunidade de estar na TV, no teatro, no cinema, nos palcos fazendo shows, já dancei também e agora como escritora. Acho muito legal buscar novos desafios, outros universos." 

Lourival Ribeiro/SBT e Reprodução/Instagram/@MaisaSilvaOficial
Maisa Silva e Larissa Manoela na época de Valéria e Maria Joaquina em Carrossel, em 2012 e com seus livros na Bienal do Livro de SP, em 2016 Imagem: Lourival Ribeiro/SBT e Reprodução/Instagram/@MaisaSilvaOficial

Na Bienal, Larissa teve a oportunidade de rever Maisa Silva, com quem trabalhou em "Carrossel" e que também lança seu primeiro livro.

As duas se encontraram nos bastidores para fazer uma troca de livros. "Antes a gente se via mais por conta de 'Carrossel'. Agora estamos um pouquinho afastadas, mas lógico, sempre mantendo contato pelo WhatsApp, quando dá para se ver em festas e tudo o mais", conta Larissa.

O título de um dos capítulos do "Diário de Larissa Manoela" resume bem a atual fase da adolescente: "Estou aqui, meu momento é agora, sim".

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Livros e HQs