Entretenimento

Bicampeão, grupo paraguaio é expectativa do Festival de Dança de Joinville

Amir Sfair/Alceu Bett
Os integrantes do grupo paraguaio Academia de Danza Elizabeth Vinader Imagem: Amir Sfair/Alceu Bett

Luna D'Alama

Colaboração para o UOL, em São Paulo

20/07/2016 06h00

O tradicional Festival de Dança de Joinville dá início, nesta quarta-feira (20), à sua 34ª edição. Segundo a organização, cerca de 7,8 mil pessoas participarão diretamente do evento que vai até dia 30, em Santa Catarina.

E entre tantos concorrentes, um grupo do Paraguai desponta como favorito para este ano. A potência dos dançarinos da Academia de Danza Elizabeth Vinader, da cidade de Fernando de la Mora, na Grande Assunção, já é famosa no festival: eles foram os grandes campeões do ano passado, repetindo um feito que já haviam conquistado em 2004, além de terem ganhado em 2003 e em 2014 na categoria de danças populares (conjunto sênior).

Em julho do ano passado, o grupo apresentou uma coreografia indiana chamada "Místico Ritual Samskara", com ritmo e movimentos inspirados em Bollywood. E agora, mais uma vez, a fonte vem do oriente. O coreógrafo Ángel Ovelar, 28, adiantou ao UOL que, para este ano, preparou uma montagem baseada na dança árabe dos sete véus.

"Desta vez, apostamos na dança do ventre, com a obra 'O Mistério de Alhijab Thamal'. Serão 35 bailarinos [de 15 a 25 anos] em cena, para despertar a sensualidade em seu potencial máximo", disse. Segundo ele, o universo indiano será transportado para um ambiente distinto, "mostrando que o mundo nos deixa ver o que a nossa imaginação deseja".

Preparativos

Os ensaios na escola Elizabeth Vinader ocorreram quatro vezes por semana, de duas a seis horas por dia, com um intensivo aos domingos, de cinco horas.

O bailarino Marcelo González, 23, contou que, para entrar no clima dos sete véus, o grupo teve uma professora hindu, que ensinou técnicas de dança do ventre e lições de cultura árabe aos integrantes da companhia.

Segundo ele, o cheque de R$ 24 mil recebido como prêmio na edição de 2015 do festival foi investido na produção pesada para este ano. "Nos preparamos novamente para uma apresentação fabulosa, e com a mesma vontade de trazer o prêmio primeiro lugar para casa".

A apresentação do grupo folclórico está marcada para o próximo sábado (23) e, se eles estiverem novamente entre os ganhadores do evento, sobem ao palco também no dia 30, na Noite dos Campeões.

Para Ovelar, vencer como melhor grupo da edição do ano passado foi uma "satisfação enorme". "O compromisso é grande e a expectativa também, mas espero que consigamos cumpri-las e até superá-las", disse o coreógrafo, acrescentando estar muito orgulhoso por representar o Paraguai no festival. "Acreditamos nos sonhos e que tudo é possível. Quando uma pessoa quer muito alguma coisa, consegue fazê-la. Amamos nosso país e agradecemos por sermos filhos dessa terra guarani e podermos mostrar aspectos positivos dela".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Entretenimento

Topo