Entretenimento

De peças indígenas a aviões, roteiro indica 5 museus desconhecidos no Rio

Paulo Mumia/Divulgação
Fachada do Museu do Índio, em Botafogo Imagem: Paulo Mumia/Divulgação

Do UOL, no Rio de Janeiro

28/06/2016 15h24

Como toda cidade turística, o Rio de Janeiro possui museus e centros culturais que recebem inúmeros visitantes diariamente. É o caso do Centro Cultural Banco do Brasil, do Museu de Arte Moderna e do novo Museu do Amanhã. Mas, além dos famosos, a cidade possui diversos museus desconhecidos ou pouco visitados.

O Guia UOL selecionou cinco museus gratuitos para entrar na agenda cultural do carioca e de quem passeia na cidade, confira:

Museu do Índio
Em um amplo espaço verde em Botafogo, o Museu do Índio, da Fundação Nacional do Índio (Funai), funciona com o intuito de conscientizar sobre a importâncias das culturas indígenas brasileiras. O museu funciona como um espaço de preservação e promoção do patrimônio cultural indígena. O acervo da instituição conta com mais de 10 mil peças etnográficas, além de publicações, registros textuais, documentação audiovisual, e mais. Atualmente, quem visita o museu pode conferir a mostra "No caminho da miçanga - um mundo que se faz de contas", que reúne 700 peças e 20 filmes de 24 etnias do Brasil, além de 18 da África, da Ásia e das Américas, em sete ambientes - Viagem, Mito, Encontro, Troca, Brilho, Ritual, Encanto e Mergulho -, com instalações multimídias interativas no casarão central do Museu do Índio.
Onde: Rua das Palmeiras, 55 - Botafogo.
Quando: De terça a sexta de 9h às 17h30, sábados, domingos e feriados de 13h às 17h.
Quanto: Entrada gratuita.
Mais informações: (21) 3214-8700 e www.museudoindio.gov.br

Museu do Trem
Inaugurado em 1984, o museu passou um período fechado ao público, de 2007 à 2013.  Instalado no antigo galpão de pinturas de carros da Estrada de Ferro Pedro II, que após a proclamação da República passou a se chamar Estrada de Ferro Central do Brasil, o museu está nas oficinas do Engenho de Dentro, bairro que se desenvolveu a partir da ferrovia. Reformado e adaptado, o galpão abriga um valioso acervo, que vai de mobiliário até locomotivas. Entre os destaques, o visitante poderá ver a Baroneza, construída na Inglaterra, a locomotiva foi a primeira a tragefar no Brasil, quando inaugurou a Estrada de Ferro Mauá em 1854, o Carro Imperial, fabricado na Bélgica em 1886, para servir o imperador D. Pedro II, o Carro Presidencial, que serviu Getúlio Vargas na década de 1930, entre outros.
Onde: Rua Arquias Cordeiro, 1046 - Engenho de Dentro.
Quando: de terça a sexta de 10h às 12h e de 13h às 16h, sábados de 13h às 17h. O museu não abre nos feriados e nos domingos.
Quanto: Entrada gratuita.
Mais informações: (21) 2233-7483 e (021) 2269?5545.

Museu do Negro
Localizado na Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito dos Homens Pretos, o museu é dedicado à representação histórica do negro no Brasil. O acervo do Museu do Negro é composto por esculturas, fotografias, indumentária e documentos, paramentos litúrgicos e dos membros da Irmandade dos Homens Pretos, além de objetos ligados à escravidão (instrumentos de suplício e do cotidiano), objetos de culto ligados ao Candomblé, imagens e indumentária representativas da africanidade, da Mãe África e da Mulher Negra, objetos ligados ao Movimento Abolicionista e à Monarquia como dois estandartes abolicionistas salvos de incêndio, utilizados na procissão de despojo dos ossos da Princesa Isabel e do Conde D'Eu, na década de 1970.
Onde: Praça Monte Castelo, 25 (Rua Uruguaiana, 77) - Centro.
Quando: de segunda a sexta, de 8h às 16h.
Quanto: Entrada gratuita.
Mais informações: (21) 2224-2900 e http://irmandadedoshomenspretos.org.br

Museu Aeroespacial do Rio de Janeiro
Inaugurado em 1976, o museu se dedica à preservação e divulgação do material aeronáutico brasileiro e documentos históricos. Em seu acervo, o visitante irá encontrar fotografias, documentos, filmes, armas, motores, e aeronaves antigas no salão principal e modelos históricos nos hangares, que são a grande atração do museu. A instituição oferece também atividades educativas para crianças e adolescentes, como visitas mediadas, oficinas de educação e arte, contação de histórias e mais, tudo sobre a história da aviação brasileira.
Onde: Av. Marechal Fontenelle, 2000 - Sulacap.
Quando: de terça a sexta de 9h às 15h, sábados, domingos e feriados de 9h30 às 16h.
Quanto: Entrada gratuita.
Mais informações: (21) 2157-2895 e http://www2.fab.mil.br/

Museu de Arte Sacra
Com o objetivo de preservar e divulgar a história da presença da Igreja Católica no Brasil, o Museu Arquidiocesano de Arte Sacra do Rio de Janeiro, possui um importante acervo sacro com centenas de peças entre esculturas, pinturas, mobiliários, pratarias, indumentárias, objetos religiosos e mais. 
Onde: Catedral Metropolitana de São Sebastião - Av. República do Chile, 245 (subsolo) - Centro.
Quando: Funciona quarta de 9h às 12h e de 13h às 16h, sábados e domingos de 9h às 12h. Em outros dias, visitas somente pré-agendada pelos telefones (21) 2240-2269 ou (21) 2240-2869 ou (21) 2262-1797.
Quanto: Entrada gratuita.
Mais informações: www.catedral.com.br/museuArteSacra

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo