PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Grupo distribui estêncil contra Michel Temer na Virada Cultural

Do UOL, em São Paulo

22/05/2016 16h47

Em pontos de ônibus, na padaria e até por meio da arte, participantes da Virada Cultural, em São Paulo, se manifestam contra o governo interino de Michel Temer.

Até o início da tarde deste domingo (22), mais de 200 estênceis? foram distribuídos, de graça, em camisetas. Para os dois dias de evento, os membros do grupo trouxeram cerca 7 mil folhas de papel de ofício com a inscrição "Temer Jamais". 
 
No verso delas, um longo texto critica o processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, classificado como golpe de Estado.

As manifestações marcaram diferentes pontos da cidade na Virada Cultural deste ano. Em uma padaria, a parede de um banheiro foi pichada com as palavras: "Jamais Temer". E em um ponto de ônibus da Avenida Rio Branco, cidadãos também protestam contra o atual governo.

Shows e protestos na Virada
Durante show, Tico Santa Cruz usa camiseta em protesto a Michel Temer - Renata Nogueira/UOL - Renata Nogueira/UOL
Durante show, Tico Santa Cruz usa camiseta em protesto a Michel Temer
Imagem: Renata Nogueira/UOL
Artistas que se apresentaram na Virada Cultural também aproveitaram o evento para manifestarem indignação contra Michel Temer. 
 
Tico Santa Cruz, do Detonautas, usou uma camiseta branca com as palavras grafadas em vermelho: "Temer Jamais". Ele pediu mais consciência política às pessoas ao dizer que é preciso conhecer a fundo a a Lei Rouanet antes de criticá-la.  "Essa criminalização da Lei Rouanet é uma imbecilidade sem tamanho. Existem muitos projetos que precisam de incentivo para poder funcionar: Musicais, teatros, grupos alternativos, muita coisa que não está na mídia", afirmou.
 
Marca da Virada, o grito "Fora, Temer" foi entoado várias vezes pela plateia no show do rapper Criolo, no palco Júlio Prestes. Ao final da apresentação, o grupo Ocupe a Democracia, que distribuiu panfletos contra Temer durante a Virada, exibiu no telão a mensagem "Temer Jamais".
 
A cantora e compositora Leci Brandão, deputada estadual pelo PC do B, fez um show permeado com discursos de apoio aos estudantes paulistas, às ocupações, às cotas para negros e contra a polícia e o governo interino de Michel Temer.

"Viva os professores, viva os estudantes, viva a ocupação" disse antes de cantar "Anjos da Guarda", música dedicada aos professores. "Adorei a homenagem. Estou emocionada. O Brasil só melhora com educação e cultura."
 

Entretenimento