Entretenimento

"A internet é uma avalanche de desorganização", diz Marcelo Tas em debate

Do UOL, em São Paulo

28/04/2016 14h05

O ex-apresentador do “CQC” Marcelo Tas acredita que a internet é "tão desorganizada que às vezes é mais fácil encontrar uma foto de papel dos anos de 1950 do que uma imagem dos anos 2000, por exemplo, devido ao excesso de links disponíveis na web". A declaração foi dada durante o debate sobre o futuro da internet em comemoração aos 20 anos do UOL, com a participação de Tas, do youtuber PC Siqueira e do blogueiro Jacaré Banguela, na manhã desta quinta-feira (28). "A internet é um lugar infinito. É impossível conhecer tudo. O que é pesquisado no Google é o mínimo. Temos muito o que conhecer ainda”, afirmou o apresentador.

Tas opinou sobre o sensacionalismo criado por muitos programas de televisão e por sites de notícias em busca de audiência. "A TV é criticada por perseguir a audiência. A internet se transformou, virou pessoas que também só falam de audiência, que só pensa em maneiras de arrumar títulos pilantras. Eu acho infantil buscar audiência desse jeito. Um conselho: você vai conseguir, mas é armadilha. As pessoas se cansam. Igual programas sensacionalistas: você não consegue ver todos os dias”, disparou.

O ex- "CQC" foi um dos primeiros blogueiros do UOL. Ele lembra de quando foi convidado para trabalhar no site, em 2003, e tomou a iniciativa de pedir um blog. “Cheguei para a diretora da época e falei que queria ter meu blog no UOL. Ela me disse que eles estavam criando a plataforma e me chamou para ser piloto”, contou. O Blog do Tas ficou hospedado no site por sete anos.

Derek Sismotto/UOL
Marcelo Tas, PC Siqueira e Jacaré Banguela participam do Debate UOL Imagem: Derek Sismotto/UOL

Já sobre o avanço da tecnologia durante os anos, Jacaré disse que o que lhe incomoda é o fato de as pessoas passarem a registrar seus melhores momentos pela câmera do celular, e com isso as fotos ficarem perdidas nas "milhões" de imagens que contém o aparelho. “Por exemplo, você viaja para Estados Unidos, tira várias fotos, e depois você tem que procurar. Foto de celular ninguém revela. No futuro tudo vai ficar descartável, vai ser difícil encontrar as coisas e tudo vai ser jogado fora”, concluiu.

PC Siqueira, um dos primeiros youtubers a fazer sucesso no Brasil, contou que o que o mais lhe assusta no mundo digital é o excesso de exposição das pessoas. “Quanto mais eu mostrar minha privacidade, mais as pessoas vão querer saber. E você vê que faz sucesso quando maior for o número de pessoas que te assistem. A nova geração está acostumada a ser registrada a todo momento, desde que nasceu. Para eles vai ser mais fácil [toda essa exposição]”, disse.

A febre do Snapchat e a quantidade de fotos íntimas enviadas pelas redes sociais também foram citadas pelos participantes do debate. PC Siqueira disse que quando o Snapchat se popularizou, ele acreditava que era apenas para “mandar nudes”. Jacaré aconselhou as pessoas evitarem enviar fotos “comprometedoras” para não correrem o risco de vazar.

Por fim, os participantes concluíram que o mundo já está dependente da internet, e que o futuro será consumido cada vez mais pelos óculos de realidade virtual, que funciona através de estímulos visuais e auditivos. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Entretenimento

Topo