Topo

Entretenimento

Roteiro indica 5 passeios em SP para quem gosta de história

Rafael Roncato/UOL/Foto tirada com o LG G4
Pateo do Collegio, no centro, fundado pelos jesuítas Imagem: Rafael Roncato/UOL/Foto tirada com o LG G4

Do UOL, em São Paulo

10/03/2016 17h28

São Paulo tem diversos prédios históricos que merecem uma visita. O Guia UOL selecionou cinco deles para quem gosta de saber mais sobre a história da cidade e do país. Confira o roteiro abaixo e divirta-se.

1 - Pateo do Collegio
O Pateo do Collegio é o local de nascimento da cidade de São Paulo. O complexo pertence à Companhia de Jesus, ordem religiosa dos jesuítas que chegou ao Brasil em 1549 para evangelizar os indígenas, dando início ao processo de colonização.
Lá é possível conferir os itens do Museu Anchieta e ainda uma antiga parede feita de taipa de pilão e pedra, além passear no jardim do café, aberto ao público.
Onde: Praça Pateo do Collegio, 2, centro
Quanto: Entrada no café e dar uma volta no jardim é grátis. Para visitar o Museu Anchieta custa R$ 6 (inteira), R$ 3 (meia), R$ 2 para alunos de escola pública. Gratuito para crianças de até sete anos, pessoas maiores de 60 anos e deficientes físicos.
Mais informações: www.pateodocollegio.com.br / (11) 3105-6898

Sylvia Masini/Divulgação
Imagem: Sylvia Masini/Divulgação

2- Solar da Marquesa
Bem pertinho do Pateo do Collegio está o Solar da Marquesa, casa onde viveu a Marquesa de Santos, Domitila de Castro Canto e Melo, entre 1834 e 1867 e hoje é aberta para visitação.
Exemplo de residência urbana do século 18, a casa tem paredes de taipa de pilão e pau-a-pique, além de características ambientais das intervenções do século 19, como pinturas murais e artísticas, pisos assoalhados, entre outras coisas.
Mas o que faz o público suspirar são as cartas de amor trocadas entre a marquesa e Dom Pedro 1º, também expostas no espaço.
Visitação: de terça a domingo, das 9h às 17h
Onde: rua Roberto Simonsen, 136 – Sé
Quanto: gratuito
Mais informações: 11 3241-1081 / http://www.museudacidade.sp.gov.br/solardamarquesadesantos.php

Divulgação/Memorial da Resistência
Imagem: Divulgação/Memorial da Resistência

3 - Memorial da Resistência
O museu, localizado próximo da estação da Luz, foi sede do Deops (Departamento Estadual de Ordem Política e Social de São Paulo), de 1940 a 1983, responsável por uma terrível parte da história brasileira na ditadura militar. Durante a visita, são apresentadas as celas onde os presos políticos ficavam detidos, além de objetos históricos.
Onde: Largo General Osório, 66 - São Paulo
Visitação: De quarta a segunda, das 10h às 17h30. Fechado às terças-feiras.
Quanto: Entrada Gratuita
Visitas educativas: Datas, horários e agendamentos pelos telefones (11) 3324.0943 ou 0944 (com Valdir ou Paulo), de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h30
Mais informações: (11) 3335-4990

Divulgação
Imagem: Divulgação
4 - Museu da Imigração
O Museu da Imigração está localizado onde era a antiga hospedaria de imigrantes recém-chegados do porto de Santos, que recebeu cerca de 2,5 milhões de imigrantes,vindos de todo o mundo, de 1887 a 1978.
No espaço é contada como era a chegada ao Brasil (que incluía banho, registro, alimentação e acomodação), o processo de encaminhamento para fazendas e também a história de bairros tradicionais de imigrantes em São Paulo, como a Mooca, o Bixiga e o Bom Retiro. Um cenário reproduz o refeitório e o dormitório da hospedaria. Há ainda cartas, depoimentos e objetos contam a história com bastante riqueza.
Onde: Rua Visconde de Parnaíba, 1.316, Mooca
Visitação: Terça a sábado, das 9h às 17h. Domingo, das 10h às 17h
Quanto: R$ 6 (inteira), R$3 (meia-entrada), gratuito aos sábados
Mais informações: http://museudaimigracao.org.br/

Fabio Braga/Folhapress
Imagem: Fabio Braga/Folhapress

5 - Theatro Municipal de São Paulo
Influenciado pela Ópera de Paris, o Theatro Municipal de São Paulo foi inaugurado em 1911, com investimentos de barões de café da cidade. Feito pelo arquiteto Ramos de Azevedo e os italianos Cláudio Rossi e Domiziano Rossi, o prédio é o símbolo das "aspirações cosmopolitas" do início do século 20 - um espaço voltado para a alta sociedade paulistana que desejava uma casa de espetáculos para música lírica e do teatro.
Depois, o Theatro foi palco para a famosa Semana de Arte Moderna de 1922, que reuniu artistas como Mário e Oswald de Andrade, Heitor Villa-Lobos, Di Cavalcanti, Anita Malfatti, entre outros.
Quem quiser conhecer mais, o Theatro faz visitas guiadas de terça a sábado e feriados. A visita é gratuita.
Onde: Praça Ramos de Azevedo, s/n, República
Visitação:
Visitação ?para público espontâneo (de 10 a 50 pessoas por grupo)
De terça-feira a sexta-feira: às 11h, 15h e 17h
Sábado e feriados: às 11h, 12h, 14h e 15h
Inscrições no local, a partir das 10h, por ordem de chegada, para todos os horários do dia.
Quanto: Gratuito
Mais informações: (11) 3053 2092/ http://theatromunicipal.org.br

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento