Entretenimento

Mostras de Frida Kahlo, Zé do Caixão e Chiharu Shiota terminam no domingo

Do UOL, em São Paulo

08/01/2016 12h45

Este fim de semana é a última chance de conferir três exposições em cartaz em São Paulo: "Frida Kahlo - Conexões entre Mulheres Surrealistas no México", "Em Busca do Destino", da japonesa  Chiharu Shiota, e "À Meia-Noite Levarei Sua Alma", do Zé do Caixão.

Veja mais sobre cada uma das exposições abaixo.

Frida Kahlo
A exposição "Frida Kahlo - Conexões entre Mulheres Surrealistas no México" fica em cartaz no Instituto Tomie Ohtake até domingo com obras de Frida, mas também trabalho de outras artistas, mexicanas ou não, como Maria Izquierdo, Remedios Varo, Lenora Carrington, Alice Rahon, entre tantas outras.
A mostra soma cerca de 100 obras de 16 artistas surrealistas, entre as décadas de 1920 e 1940, no México.
Conexão, que está presente no nome da exposição, é um item importante para compreender o conjunto de obras.
Em entrevista ao UOLa pesquisadora Teresa Arcq explicou que existem dois tipos de conexão, um pela relação entre as artistas e outro pela relação delas com o surrealismo.
Para os últimos dias, a mostra tem horário estendido, das 9h às 20h.
Quando: Até 10 de janeiro de 2016. Visitação de terça a domingo, das 9hh às 20h (última entrada às 19h)
Duas sessões por dia:
- das 11h às 15h30 (entrada até as 15h);
- das 16h às 20h (entrada até as 19h).
Onde: Instituto Tomie Ohtake - Av. Faria Lima 201 (Entrada pela Rua Coropés 88), Pinheiros. Metrô mais próximo - Estação Faria Lima/Linha 4 - amarela 
Quanto: R$10 e R$5 (crianças até 10 anos, cadeirantes e deficientes físicos a entrada é gratuita todos os dias da exposição); às terças-feiras, a entrada é gratuita para todos
Vendas: pelo site ingresse.com ou na bilheteria do Instituto de terça a domingo, das 10h às 19h

"Chiharu Shiota – Em busca do destino"

Com seis mil cartas de agradecimento e sapatos usados, coletados ao longo de dois meses, a artista japonesa Chiharu Shiota exibe sua primeira exposição no Brasil até domingo, no Sesc Pinheiros.
"Em Busca do Destino" discute memória e trajetória de vida em instalações formadas por tramas de fios e objetos cotidianos. A visitação é gratuita.
Com curadoria assinada pela historiadora de arte Tereza de Arruda, a exposição é composta por três grandes instalações: "Além dos Continentes", "Acumulação" e "Cartas de agradecimentos".
As instalações reúne 300 pares de sapatos doados pelo público, presos em fios de lã vermelha; 200 malas, adquiridas pela artista em feiras de antiguidades de Berlim, sugerem um universo transitório e temporário; e seis mil cartas reunidas do público brasileiro, por uma equipe especial, antes da abertura da mostra. A obra das cartas teve com objetivo estimular as pessoas a expressassem gratidão, independentemente do motivo.
Quando: Até 10 de janeiro de 2016. Visitação: Terça a sexta, 10h às 21h30; sábados, 10h às 20h30; domingos e feriados, 10h às 18h30
Onde: Fachada, piso térreo e espaço expositivo (2º andar) do Sesc Pinheiros - Rua Paes Leme, 195 - Pinheiros
Quanto: Grátis
Mais informações: www.sescsp.org.br

"À Meia-Noite Levarei Sua Alma"

Acervo José Mojica Marins
José Mojica Marins como Zé do Caixão Imagem: Acervo José Mojica Marins

Também se encerra neste domingo a exposição "À Meia-Noite Levarei Sua Alma", em homenagem ao personagem Zé do Caixão, interpretado pelo ator e diretor José Mojica Marins.
A exposição traz mais de 400 itens, divididos em 11 nichos, como fotos, objetos de cena, roteiros, figurinos, cartazes, trechos de filmes e imagens de bastidores das produções de Zé do Caixão.
Um dos destaques é um ambiente semelhante a um caixão, forrado com veludo e que guarda a roupa usada por Zé do Caixão, com a capa, cartola, calça, camisa, sapatos e o medalhão de bruxo, usados no filme "A Encarnação do Demônio" (2008).
Outros destaques são uma versão em película 16mm original de "À Meia Noite Levarei a sua Alma", o troféu recebido no ano de 1973 durante o Festival Internacional de Cine Fantástico y de Terror Sitges (Espanha) e santinhos da candidatura de Zé do Caixão para deputado em 1982.
A peças expostas são do acervo pessoal de Mojica e de sua filha Liz Marins, e também dos diretores Marcelo Colaiacovo, Paulo Sacramento e Kapel Furman.
Quando: Em cartaz até dia 10 de janeiro de 2016. Visitação de terças a sábados, das 12h às 21h; domingos e feriados, das 11h às 20h.
Onde: Espaço Expositivo 1º andar do MIS - avenida Europa, 158, Jardins
Quanto: R$ 10 e R$ 5 [meia-entrada]
Classificação etária: 16 anos
Mais informações: www.mis-sp.org.br/

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo