Entretenimento

Com o tema "Incerteza Viva", Bienal de SP vai investir em artistas jovens

Roseane Aguirra

Do UOL, em São Paulo

08/12/2015 11h47

A 32ª Bienal de arte de São Paulo, que será realizada de 10 de setembro a 12 de dezembro de 2016, terá 90 artistas e coletivos de 30 países sob o tema "Incerteza Viva", propondo reflexões sobre as condições da vida, diversos tipos de ecologia, extinção de espécies, diversidade biológica e cultural.

O orçamento da edição é de R$ 29 milhões, pouco acima do da edição anterior, e compreende o evento e as itinerâncias (temporadas em outras cidades).

Deste conjunto, 54 artistas, sendo 13 brasileiros, foram anunciados em coletiva de imprensa nesta terça (8). O restante dos nomes será revelado no primeiro semestre de 2016.

Segundo o curador da edição, o historiador de arte alemão Jochen Volz, curador do Instituto Inhotim, desde 2004, a seleção de artistas é propositalmente jovem, sendo a maioria nascida na década de 1970, alguns na década de 1980.

Além de Voltz, a edição conta com os co-curadores Gabi Ngcobo (África do Sul), Júlia Rebouças (Brasil), Lars Bang Larsen (Dinamarca) e Sofía Olascoaga (México).

Na lista de artistas brasileiros aparecem nomes como Barbara Wagner, Cristiano Lenhardt, Erika Verzutti, Gilvan Samico, Jorge Mena Barreto, José Bento, Lais Myrrha e o coletivo Opavivará!.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Entretenimento

Topo