Topo

Música

Já estamos tocando para a quinta geração de fãs, diz Wanderléa sobre Virada

Francisco Cepeda/AGNews
A cantora Wanderléa, que participará da homenagem aos 50 anos da Jovem Guarda Imagem: Francisco Cepeda/AGNews

Luna D'Alama

Do UOL, em São Paulo

18/06/2015 18h12

Além do público fiel, que acompanha a Jovem Guarda desde os anos 1960, há fãs mais novos que aprenderam a gostar das baladas da turma do ieieiê, segundo a cantora Wanderléa, que sobe ao Palco São João (av. São João, altura do 1.100) da Virada Cultural, às 16h de domingo (21). “Temos um público maravilhoso que nos segue desde o início e influenciou seus familiares, que passaram também anos acompanhar. Já estamos fazendo shows para a quinta geração de fãs, eles conhecem e cantam todo o nosso repertório”, disse Wanderléa em entrevista ao UOL por e-mail.

A eterna “Ternurinha” conta que inclui em suas apresentações muitas músicas que gravou na fase posterior à Jovem Guarda, mas que, “para levantar a galera”, não pode deixar de lado os hits do começo da carreira, como “Prova de Fogo", “Foi Assim”, "Pare o Casamento" e "Ternura".

“A seleção dos meus sucessos antigos é fatal, todos cantam juntos, e sempre me emociono com tamanha demonstração de carinho. Esse reconhecimento caloroso alimenta a alma do artista”, destacou a mineira de 69 anos, que já cantou na Virada em 2013.

Divulgação
Capa de CD de Martinha de 2010, com seus grandes sucessos da carreira Imagem: Divulgação
Outra atração do evento, a também mineira Martinha, 67 anos, vai fazer um repertório meio a meio com a amiga Vanusa em cima do Palco São João, ao meio-dia de domingo. “É a primeira vez que cantaremos juntas, estamos superfelizes. O repertório ainda é surpresa”, afirmou a cantora, apelidada por Roberto Carlos de “Queijinho de Minas” nos 1960, em entrevista ao UOL por telefone. O ensaio de Martinha e Vanusa está previsto para esta quinta-feira (18).

Ao contrário do que disse, em tom de brincadeira, o secretário municipal de Cultura, Nabil Bonduki, de que o show da Jovem Guarda será para a terceira idade, Martinha fala que é para todos os públicos, de qualquer faixa etária.

A artista diz que ainda viaja muito pelo Brasil para shows em feiras, clubes e festas fechadas, mas que faz tempo que não toca para tanta gente. “É uma responsabilidade grande. A gente fica meio tensa, mas nada que seja ansiedade. Estou feliz”, ressaltou.

Entre os maiores sucessos da carreira de Martinha, estão “Eu Daria A Minha Vida”, “Eu Te Amo Mesmo Assim” e “Última Canção”.

Confira a programação completa da Virada Cultural 2015.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!