Música

Há dez anos sem fazer show, Leno e Lilian voltam na Virada com música nova

Divulgação
Leno e Lilian em 2005 (esq.), quando cantaram juntos pela última vez, e nos anos 1960 Imagem: Divulgação

Luna D'Alama

Do UOL, em São Paulo

18/06/2015 12h23

Faz uma década que a dupla Leno e Lilian, sucesso na Jovem Guarda, não sobe junta ao palco. Com quase 70 anos de idade e prestes a completar 50 de carreira, os dois amigos e parceiros musicais ainda cantam pelo Brasil, mas em projetos solo. É por essa razão que a apresentação deles na Virada Cultural, à 0h de domingo (21), na avenida São João, centro de São Paulo, terá um gosto bastante especial.

Na homenagem aos 50 anos do movimento encabeçado por Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Wanderléa, Leno e Lilian vão relembrar seus antigos sucessos –como “Devolva-me”, regravado por Adriana Calcanhoto no ano 2000, e “Pobre Menina” –, além cantar em primeira mão alguma composição nova da dupla.

“Temos duas músicas recentes; uma delas fizemos juntos, chamada ‘Lado a Lado’, e a outra é só do Leno, ‘Interestelar’. Elas estarão no novo EP que a gente quer lançar até o Natal, a princípio com seis faixas”, revela a carioca Lilian Knapp, 67 anos, em entrevista ao UOL por telefone. Em 2016, para comemorar meio século desde o início da dupla, ela e Leno ainda devem gravar um DVD – e a ideia é já aproveitar o material da Virada.

Leno e Lilian

  • Reprodução/Facebook

    Estouramos dos dois lados, uma coisa que não acontecia na época [sobre o compacto simples lançado em 1966, com "Devolva-me" no lado A e "Pobre Menina" no B]

    Leno Azevedo, cantor da dupla Leno e Lilian

Leno Azevedo, 66 anos, adianta outros highlights do show de domingo: a versão que eles fizeram da balada “I’ll Be on My Way”, dos Beatles, chamada “O Sol se Põe no Horizonte” –que nunca foi gravada –, três músicas que Raul Seixas compôs para o terceiro LP deles (“Deus É Quem Sabe”, “Objeto Voador” e “Um Drink ou Dois”), a canção “A Pobreza”, de sua carreira solo, e “Flores Mortas”, lançada pela dupla em 1974. “Essa foi a primeira música composta no Brasil com tema do meio ambiente, ecologia, poluição, cidade grande. Fomos pioneiros”, diz Leno, que nasceu em Natal, cresceu no Rio e vive atualmente na capital potiguar.

O cantor acredita também que a dupla deveria estar no Livro dos Recordes pelo compacto simples que mais fez sucessos dos dois lados: lançado no país em 1966, o disco trazia “Devolva-me” no lado A e “Pobre Menina” no B. “Estouramos dos dois lados, uma coisa que não acontecia na época”, destaca Leno, que já participou da Virada Cultural, mas sozinho. “[Nosso primeiro álbum] Foi uma coisa muito forte, uma conjunção planetária, a aceitação do público foi ótima”, completa a loira.

A artista destaca, ainda, que a música “Pica-Pau”, que ela compôs com Renato Barros (com que namorou na juventude), da banda Renato & Seus Blue Caps, foi o primeiro rock original feito por uma mulher no Brasil, em 1966. “Comecei compondo antes de cantar, e essa música fez sucesso na voz do Erasmo”, diz Lilian.

Ao saber pela reportagem do UOL que sua parceira também vai dar uma palinha no show de Paulo César Barros, do Renato & Seus Blue Caps, durante a Virada, Leno se mostrou surpreso. “A Lilian está sempre arrumando novidade para mim, mas deixa que eu vou bater um papo com a Wanderléa”, brinca. “A gente acabou de se encontrar, e eu já sou o último a saber. Como é que vai ser essa coisa com o Paulo César, hein?”, pergunta para a companheira ao lado – que nunca foi sua namorada, só amiga. “Também vou fazer surpresas, vou dar uma de rebelde”, diverte-se ele, que nos últimos tempos tem mantido contato com Lilian apenas pela internet.

Divulgação
Leno e Lilian em meio ao público na época da Jovem Guarda Imagem: Divulgação

Primeiro ensaio desde 2005

Na última quarta-feira (17), Leno e Lilian –que se conhecem desde os 6 anos de idade e começaram a cantar juntos aos 15, quando eram vizinhos em Copacabana, na zona sul do Rio –se reuniram em um estúdio em São Paulo para o primeiro e único ensaio antes do show na Virada. Essa foi também a primeira vez em que os dois cantaram juntos desde a comemoração dos 40 anos da Jovem Guarda, em 2005, no Canecão. “Mas, na época, não nos apresentamos como dupla, cada um subiu ao palco como músico solo”, lembra Lilian.

Sobre a expectativa para o show no centro de São Paulo, a cantora diz que sempre se apresentou para grandes públicos, mas não em uma Virada Cultural, na rua. “A última vez em que cantei para tanta gente foi no aniversário de Recife, no ano passado, mas estava sozinha”, conta. “É uma emoção cantar junto com o Leno de novo, que foi como a gente começou, como tudo começou. Será a volta àquele início”, acrescenta Lilian.

Leno e Lilian

  • Divulgação

    Espero que o pessoal que nos curtia, juntos e separados, veja a gente agora. E a garotada também, estão redescobrindo nossas músicas

    Lilian Knapp, da dupla Leno e Lilian

Ao todo, a dupla ficou junta de 1966 a 1968 –quando gravou dois discos de estúdio, compactos simples e duplos –e voltou a se reunir entre 1972 e 1973, para gravar mais dois álbuns. “Nos separamos porque não estávamos nos sentindo bem com a gravadora, mas não brigamos. Nossas brigas foram só as de infância, por besteiras”, diz Lilian. De lá para cá, os dois ainda fizeram shows esporádicos juntos.

Em carreira solo, a cantora ainda conquistou dois discos de ouro e vendeu mais de 3 milhões de compactos simples, com as canções “Sou Rebelde”, de 1979, e “Uma Música Lenta”, de 1980. “Nessa época, ganhei um público mais jovem, de 13, 14 anos. E, em 2008, montei uma banda underground chamada Kynna. Espero que o pessoal que nos curtia, juntos e separados, veja a gente agora. E a garotada também, estão redescobrindo nossas músicas”, torce a loira.

Veja a programação completa em homenagem à Jovem Guarda:

Palco São João - avenida São João, altura do nº 1.100, centro

Dia 20
18h - Jerry Adriani
20h - Clevers com Dick Danello + Tony Campello + Baby Santiago
22h - Eduardo Araújo
Dia 21
0h - Leno e Lilian
2h - Paulo César Barros (Renato & Seus Blue Caps)
4h - Fevers
6h - Ronald (Vips) + Deny (Deny & Dino)
8h - Os Incríveis
10h - Erasmo Carlos
12h - Martinha e Vanusa
14h - Golden Boys
16h - Wanderléa
18h - The Jordans, Demetrius, Carlos Gonzaga, Prini Lores e Enza Flori

Confira a programação completa da Virada Cultural 2015.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

AFP
do UOL
Adriana de Barros
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
Estadão Conteúdo
Música
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
AFP
Adriana de Barros
do UOL
do UOL
do UOL
Blog do Matias
do UOL
do UOL
UOL Música - Imagens
do UOL
UOL Música - Imagens
TV e Famosos
do UOL
Música
Adriana de Barros
do UOL
UOL Música - Imagens
Blog do Matias
UOL Música - Imagens
BBC
do UOL
Chico Barney
do UOL
do UOL
Música
EFE
Adriana de Barros
Blog do Matias
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo