Topo

Livros e HQs

Com tom feminista, Thor mulher vende mais HQs do que a versão masculina

Divulgação/Marvel
20.mar.2015 - Capa da edição número 5 de "Thor" Imagem: Divulgação/Marvel

Do UOL, em São Paulo

20/03/2015 18h04

Seis meses depois de a Marvel relançar a série “Thor” com uma mulher como protagonista, a “Deusa do Trovão” já superou o número de vendas de seu antecessor masculino.

De acordo com dados do instituto de pesquisa Comichron, a edição nº 5 de "Thor" aparece como o 11º best-seller de fevereiro deste ano, com 69.513 edições vendidas. A mesma edição nº 5 de “Thor: Deus do Trovão”, apareceu no 33º lugar em fevereiro de 2013, com um número estimado de 51.861 exemplares vendidos.

Segundo o site Entertainment Weekly, que fez a comparação, o aumento de 20% no número de vendas é relevante, mas alguns fatores devem ser analisados. Não se sabe, por exemplo, o número exato de exempladres vendidos, já que a pesquisa tem acesso somente a dados de distribuidoras intermediárias. Tampouco são conhecidas as vendas de edições virtuais da revista.

Além disso, não é possível dizer que a série substituiu a anterior e criar um tipo de oposição entre elas. A nova revista “Thor” é uma continuação da história e o antigo Thor, o "Deus do Trovão", agora é chamado de Odinson e ainda participa da trama. A identidade da nova heroína, herdeira do martelo de Thor, ainda não foi revelada. Isso pode significar que antigos leitores continuam acompanhando a série, acrescidos de um novo público feminino interessado na protagonista.

Tom feminista

Em julho de 2014, quando a Marvel anunciou que o seu icônico personagem Thor estava sendo substituído por uma mulher, um enorme debate surgiu entre pessoas mais ou menos ligadas ao universo dos quadrinhos.

Apesar de vários elogios ao aumento da representatividade nas HQs, muitas das opiniões contrárias à mudança alegavam que a Marvel havia se rendido ao “politicamente correto” e que a empresa estaria “arruinando” o personagem. Curiosamente, algumas dessas críticas acabaram sendo usadas e rebatidas pela equipe de criação da nova revista.

Na própria edição nº 5, de fevereiro deste ano, um vilão chamado “The Absorbing Man” descobre que o novo Thor é uma mulher e caçoa da personagem, dizendo que "as feministas estão estragando tudo”. Depois disso, a garota Thor quebra sua mandíbula. 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Livros e HQs