Topo

Livros e HQs

Conto de Neil Gaiman escrito para ser declamado ganha edição ilustrada

Divulgação
Capa de "A Verdade é Uma Caverna nas Montanhas Negras", de Neil Gaiman Imagem: Divulgação

Guilherme Solari

Do UOL, em São Paulo

10/03/2015 13h00

"A Verdade É uma Caverna nas Montanhas Negras" (Intrínseca) é um obra curiosa de Neil Gaiman, escritor e roteirista conhecido pela HQ "Sandman" e livros como "Deuses Americanos". Não se trata propriamente de um livro ilustrado, nem de um quadrinho, mas fica entre essas duas mídias, pendendo para um lado ou para o outro em diferentes momentos.

O "livro" também teve uma criação curiosa. Ele foi escrito para ser lido por Gaiman em uma apresentação ao vivo no Opera House de Sydney, na Austrália, em agosto de 2010. O desenhista Eddie Campbell, conhecido por sua colaboração com Alan Moore na HQ "Do Inferno", foi chamado para criar as ilustrações que seriam projetadas ao fundo. Posteriormente narração foi lançada em CD e a versão impressa recebeu prêmios como o Locust Award e o Shirley Jackson Award. Essa versão impressa que está sendo lançada agora no Brasil.

A história acompanha um anão que convoca um ex-bandido nos Highlands escoceses para levá-lo a uma misteriosa caverna onde, dizem, um homem pode sair de lá com todo o ouro que consegue carregar. Ou talvez essa seja apenas uma das verdades dessa história críptica e há um preço a ser pago para entrar nessa gruta nas montanhas das Ilhas das Brumas: você sai de lá mais rico, mas menos capaz de apreciar a sua riqueza.

Assim como boa parte das obras de Gaiman, "A Verdade É uma Caverna nas Montanhas Negras" pode ser descrito como um conto de fadas para adultos. O autor tem uma exímia capacidade de criar histórias que são aparentemente simples, e portanto podem ser apreciadas por crianças, ao mesmo tempo em que possuem nuances mais profundos para serem de interesse também aos mais velhos.

Reprodução
Imagem de "A Verdade É uma Caverna nas Montanhas Negras", de Neil Gaiman Imagem: Reprodução

Há um ar de magia e mistério constante na história, muitas coisas são subentendidas ao invés de reveladas. Ela tem aquela qualidade de conto de fadas "pré-Disney", sombrio e assustador e mesmo sem a narração a história retêm uma surpreendente qualidade oral.

O traço propositalmente rústico de Campbell complementa constantemente a história, ajudando a criar uma atmosfera de memória, de imagens que vão sendo lembradas conforme a narrativa avança. Uma variedade de estilos são usados, alguns parecem quadros, outros são esboços inacabados, alguns até são colagens que misturam desenho e fotografia.

"A Verdade É uma Caverna nas Montanhas Negras" é um livro curto, que pode ser lido com atenção em cerca de uma hora. É um excelente livro de histórias infantis para ser lido por (ou para) adultos antes de dormir.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!