Livros e HQs

Livros e internet expandem o universo criado na saga "Star Wars"

Divulgação
Capas dos livros "Herdeiro do Império" e "Kenobi", que serão lançados pela Aleph Imagem: Divulgação

Rodrigo Casarin

Do UOL, em São Paulo

24/01/2015 07h00

Já imaginou a princesa Leia grávida, tendo que se preocupar com artimanhas políticas? E Obi-Wan Kenobi protagonizando uma espécie de faroeste, metendo-se em brigas de fazendeiros? Como seriam Han Solo, Leia e Luke Skywalker velhos? E, indo mais longe: e se os personagens da franquia criada por George Lucas entrassem em conflito com os principais times de heróis da Marvel, Vingadores e X-Men?

Pois tudo isso existe. Está no vastíssimo universo expandido de “Star Wars”, seja em produções assinadas por escritores gabaritados e publicadas em livros, seja em textos feitos por fãs e espalhados pela internet, as famosas “fanfics” (ficções criadas por fãs).

No campo da literatura, recentemente a editora Aleph superou outras quatro grandes rivais nacionais e venceu uma concorrência com a Disney –detentora dos direitos da saga– para publicar, até o final de 2016, 20 livros com o universo expandido da série. O primeiro livro que lançaram por aqui, no final de 2014, foi “Star Wars – Herdeiro do Império”, de Tomothy Zahn, que abre a “Trilogia Thrawn”, uma das obras mais respeitadas dentre as que ampliam os horizontes projetados nos filmes.

Já em fevereiro, a editora lançará “Kenobi”, de John Jackson Miller. “É quase um ‘western’, com o Obi-Wan se metendo em brigas de fazendeiros, com pistoleiros misteriosos...”, diz Daniel Lameira, editor da Aleph. Os lançamentos deverão continuar quase que mensais para que o prazo estipulado seja cumprido. Ainda em 2015, já estão confirmadas traduções de “Crucible”, de Troy Denning, que apresenta Han Solo, Leia e Luke já idosos; “A New Dawn”, de John Jackson Miller, o primeiro lançado depois que a franquia foi adquirida pela Disney; “Star Wars: Tarkin”, de James Luceno, outro pós-Disney; “Shadows of the Empire”, de Steve Perry, um grande marco do universo expandido, tendo sido lançado junto de histórias em quadrinhos e um jogo para Nintendo 64, e “Dark Force Rising” e “The Last Command”, que completam a “Trilogia Tharwn”.

O Império em livros

Segundo Lameira, antes de “Star Wars: Uma Nova Esperança”, o primeiro filme da saga, lançado em 1977, uma das ações de marketing para evitar um possível fracasso da obra foi criar um livro inspirado no que seria exibido nas telonas e distribui-lo junto a fãs de séries como “Star Trek”. “A ideia era transformar o filme em assunto, para, assim, garantir algum sucesso nos cinemas. Com isso, ‘Star Wars’ praticamente já nasce com seu universo expandido”, lembra.

Após "O Retorno de Jedi", o terceiro –e, até então, último-- longa da série, lançado em 1983, Timothy Zahn, autor que já havia recebido importantes prêmios, foi convidado a escrever sua “Trilogia Tharwn” inspirada no que já havia sido estabelecido no cinema. Situou, então, sua história cinco anos após os eventos de “O Retorno...”, quando a Nova República enfrenta o que resta de resistência do Império, e Luke, Leia e Han Solo precisam combater as forças reunidas pelo Grande Almirante Thrawn. “Ele [Thrawn] é um cara genial, um grande estrategista, que comanda por lealdade, convencendo os outros a morrer por ele”, diz Lameira.

Foi o início de uma batelada de obras que seguiram a mesma linha. Com a Lucasfilm autorizando iniciativas das mais diversas, nos anos seguintes mais de 300 livros do tipo foram lançados, criando um universo bastante amplo, é verdade, mas, consequentemente, sem coesão alguma. Algo encerrado após a franquia ser adquirida pela Disney, que colocou todas as antigas obras sob o selo de “Legend” e começou a publicar um “novo cânone”, uma espécie de versão oficial do universo expandido de “Star Wars”, que já conta com quatro livros. “É assustador o tamanho te todo esse universo expandido. Temos uma margem para escolher quais são os 20 títulos que vamos publicar e estamos selecionando a dedo o que vai ser lançado no Brasil”, conta o editor.

As “fanfics” pela internet

Mas, se a Disney pretende construir uma obra sólida e coesa a partir do universo de “Star Wars”, histórias muitas vezes sem pé nem cabeça continuarão existindo pela internet. É na rede que está, por exemplo, o duelo entre jedis e super-heróis dos Vingadores e X-Men, em “Star Wars Vs Marvel”, assinado por Master Vini.

As “fanfics” normalmente partem de premissas simples, que não fogem muito da suposição sobre se algum personagem não tivesse morrido ou algo não acontecesse. Contudo, é possível encontrar algumas abordagens inusitadas, como uma versão anarquista para o futuro do universo em questão (“Star Wars Anarchy”, de Lucas “Coelho Samurai” Casagrande), uma volta ao mundo em 1.980 dias da qual a princesa Leia participa ao lado de outras personalidades pop (“A Volta ao Mundo em 80 Dias”, de Lady Midnight) e uma história com descendentes de vilões, com direito a uma filha de Darth Vader (“Os Descendentes”, de Snow Mist).

Como é de praxe no universo virtual, há também as versões sacanas para a saga –que já inspirou o filme erótico “Star Wars XXX: A Porn Parody”. Dentre as “fanfics”, a pornografia aparece em “A Filha do Imperador”, de DarthVox, tendo Darth Vader como, digamos, o grande protagonista das ações.
 

"Star Wars - Herdeiro do Império"

Número de páginas:472
Acabamento:Brochura
Formato:16x23cm
Preço: R$ 39,90

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Página Cinco
do UOL
do UOL
Página Cinco
Da Redação
Página Cinco
UOL Jogos
do UOL
AFP
BBC
BBC
Página Cinco
Página Cinco
AFP
Da Redação
AFP
Página Cinco
do UOL
Página Cinco
Da Redação
do UOL
Página Cinco
Da Redação
Reuters
Página Cinco
Da Redação
do UOL
Página Cinco
EFE
Página Cinco
Da Redação
AFP
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Da Redação
Página Cinco
BBC
Página Cinco
UOL Jogos
UOL Jogos
Entretenimento
Página Cinco
Da Redação
Página Cinco
Entretenimento
AFP
Da Redação
Página Cinco
EFE
do UOL
Topo