Entretenimento

Autor de "Bicho do Mato", dramaturgo Chico de Assis morre aos 81 anos em SP

Reprodução
O dramaturgo Francisco de Assis Pereira, que morreu em São Paulo aos 81 anos Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

04/01/2015 13h51

O dramaturgo Francisco de Assis Pereira, conhecido como Chico de Assis, expoente do Teatro do Arena e autor da novela "Bicho do Mato", morreu neste sábado (3), em São Paulo, aos 81 anos. O corpo de Chico foi encontrado pela filha no apartamento em que ele morava, no bairro dos Jardins. Segundo familiares, ele sofreu um ataque cardíaco fulminante.

Francisco de Assis Pereira está sendo velado desde as 3h desde domingo (4), no Teatro Arena, centro da capital. Às 15 horas, o corpo segue para o sepultamento no cemitério da Vila Alpina.

Nascido em 10 de dezembro de 1933, o dramaturgo começou a carreira como ator de rádio, no início dos anos 1950. Depois de atuar como cinegrafista da TV Tupi, passou a trabalhar como ator e dramaturgo.

Na extinta emissora, escreveu os sucessos "Ovelha Negra", "Xeque-Mate", "Cinderela 77" e "Salário Mínimo". Pela Rede Globo assinou sua primeira telenovela, "Bicho do Mato", em 1972, a segunda feita para o horário das 6. A trama trazia Osmar Prado e Debora Duarte como protagonistas. Francisco de Assis Pereira também atuou na TV Cultura, na qual escreveu "O Coronel e o Lobisomem", exibida em 1982.

Figura influente, o dramaturgo foi um dos fundadores do Seminário de Dramaturgia do Teatro de Arena e do laboratório de interpretação. Em 2014, recebeu a Ordem do Mérito Cultural, concedida pelo Ministério da Cultura, que laureia personalidades que prestaram importantes contribuições para a cultura nacional.

Em mais de 60 anos de carreira, Chico fez mais de 30 peças para o teatro, entre elas "Missa Leiga", "O Testamento do Cangaceiro", "As Aventuras de Ripió Lacraia" e "Xandu Quaresma".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Entretenimento

Topo