Entretenimento

Ator de "Chacrinha", Stepan diz que não voltaria ao palco em papel pequeno

Fabíola Ortiz

Do UOL, no Rio

14/11/2014 05h00

“A voz era uma das coisas com que eu mais me preocupava ao imitar o Chacrinha”, admitiu o ator Stepan Nercessian, que aceitou o desafio de encarnar um dos mais famosos apresentadores da televisão brasileira no espetáculo "Chacrinha, o Musical", que estreia nesta sexta (14) no Teatro João Caetano, no Rio de Janeiro.

Aos 60 anos e há 15 fora dos palcos, Nercessian decidiu retornar ao teatro com glamour. Ele não voltaria à cena teatral se fosse para fazer um papel pequeno ou alguma peça intimista.
 
“Estive afastado. Eu amo teatro, mas tinha parado. Só (voltaria) se acontecesse uma coisa muito especial. Queria fazer uma coisa grande para me comunicar com muita gente. É uma dedicação, uma entrega que o ator de teatro tem quase sacerdotal. Você abdica de todos os fins de semana, é de muita disciplina”, disse Nercessian.
 
Seu nome foi sugerido à produção do musical por ninguém menos que a atriz Fernanda Montenegro, que o indicou a Andrucha Waddington, diretor do espetáculo.
 
“'Mas eu não canto, Andrucha, como vou fazer musical?', perguntei”, conta o ator. Mas o diretor rapidamente o convenceu a encarar o personagem.
 
Com orçamento de R$12 milhões, a montagem é assinada pela Aventura Entretenimento, uma das maiores produtoras de musicais do país, que já tem em seu currículo "Elis, a Musical", sobre a vida da cantora Elis Regina, e "Se Eu Fosse Você, o Musical", inspirado no filme dirigido por Daniel Filho. 
 
Musical em dois atos
 
Stepan Nercessian entra só no segundo ato do espetáculo, já como o consagrado apresentador Chacrinha. No primeiro ato, quem vive o comunicador antes da fama, quando ele ainda era apenas José Abelardo Barbosa de Medeiros, é Leo Bahia, revelado no espetáculo universitário "The Book of Mormon". O ato inicial conta desde seu nascimento em Surubim, no interior de Pernambuco, em 1917, até sua ida para o Rio. 
 
O texto de Pedro Bial e Rodrigo Nogueira marca a estreia de Andrucha Waddington na direção teatral. Com um repertório eclético, o cenário tenta resgatar a irreverência, o pop e o psicodélico dos programas de Chacrinha. 
 
O elenco de 22 atores-cantores-bailarinos e seus mais de 500 figurinos compõem a produção, que também dará vida a familiares do “Velho Guerreiro” e a personalidades que fizeram parte de sua trajetória, como Boni, Elke Maravilha, Dercy Gonçalves, Ney Matogrosso, Elba Ramalho e Clara Nunes.

stepan

  • Todo o mundo tem alguma coisa do Chacrinha que viu e marcou, uma lembrança emocional. Ele tem um cantar na voz que era muito especial. Já fui no programa dele várias vezes e, quando fui trabalhar na Rede Globo, ele era um dos maiores mitos, uma força da natureza

    Stepan Nercessian, ator
Perguntado como foi viver a figura do Chacrinha após três meses de ensaios, Nercessian sorri: "O Chacrinha, para mim, era o rei da liberdade. Nunca imaginei [que fosse interpretá-lo], teve um momento em que a semelhança ficou muito forte". 
 
O ator afirma que tentou ao máximo ser fiel ao personagem, até para não frustrar a expectativa de muitos que irão ao musical especialmente para reviver os tempos dos programas de auditório.
 
"Todo o mundo tem alguma coisa do Chacricnha que viu e marcou, uma lembrança emocional. Ele tem um cantar na voz que era muito especial. Já fui no programa dele várias vezes e, quando fui trabalhar na Rede Globo, ele era um dos maiores mitos, uma força da natureza", relembra. 
 
"Vocês querem bacalhau?"
 
Já Andrucha Waddington, que tem no currículo filmes como "Os Penetras" (2012) e "Eu, Tu, Eles" (2000), diz que dirigir um espetáculo teatral se assemelha muito à rotina de uma produção de cinema. "Quando a gente faz um plano sequência, tem que ensaiar muito para tudo dar certo, e é igual no teatro. No palco eu tenho uma lente aberta e um plano sequência. Para dar foco eu uso a luz e o som", explicou, citando a técnica cinematográfica na qual uma cena é rodada sem cortes.
 
"Estou curtindo pra burro", brincou, ao definir a experiência. Além dos bordões de Chacrinha como "Teresinha!", "Eu vim para confundir, não para explicar!" e "Quem não se comunica, se trumbica!", que não podiam ficar de fora do espetáculo, o bacalhau, que o apresentador ativara para o auditório durante o programa, também não foi esquecido. "Vai ter bacalhau cenográfico", anunciou Waddington. 
 
A brincadeira de jogar bacalhau começou quando o programa do "Velho Guerreiro" foi patrocinado pelas Casas da Banha. "Vocês querem bacalhau?", perguntava Chacrinha à plateia.
 
Serviço:
Chacrinha, o musical
Quando: De 14 de novembro a 1º de março de 2015. Sessões: quintas, às 19h; sextas, às 20h; sábado, às 16h e às 20h; e domingo, às 19h.
Onde: Teatro João Caetano, Praça Tiradentes, s/nº, Centro.
Quanto:
Quinta e sexta: R$ 50 (balcão simples), R$ 80 (balcão nobre) e R$ 100 (plateia).
Sábado e dom.: R$ 50 (balcão simples), R$ 100 (balcão nobre) e R$ 120 (plateia).
Vendas:Bilheteria: De terça a domingo, das 14h às 18h ou até a hora do espetáculo (caso a compra seja para o espetáculo do dia seguinte, a bilheteria, em dias de espetáculo, só vende até as 18h do dia anterior)
Capacidade: 1.143 pessoas
Duração: 2h15 (com intervalo)
Classificação etária: 12 anos
Mais informações: (21) 2332-9257?

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Entretenimento

Topo