Livros e HQs

"Poesia é a virtude do inútil"; veja outras frases de Manoel de Barros

Tuca Vieira/Folha Imagem
9.nov.2004 - O poeta Manoel de Barros Imagem: Tuca Vieira/Folha Imagem

Do UOL, em São Paulo

13/11/2014 15h53

Manoel de Barros era avesso a entrevistas por alguns motivos. Primeiro porque achava que o ser biológico Manoel era totalmente sem graça e depois porque achava que a palavra falada não tinha pudor. "Eu sempre dou entrevista por escrito. Porque palabra falada, muitas vezes, é o rascunho que você não pode corrigir..."

No entanto, quando cedia à insistência, mostrava que seu ser biológico não tinha nada de sem graça e que as palavras já saíam de sua boca como poesia. Selecionamos algumas frases do poeta que imprimem isso.

Manoel de Barros

  • Poesia é a virtude do inútil. O inútil só serve para isso mesmo, para a poesia

    Manoel de Barros, no documentário "Só Dez Por Cento é Mentira"

Manoel de Barros II

  • Poesia a gente não descreve, a gente descobre. Eu sou procurado pelas palavras. Não tenho inspiração, não sei o que é isso. Só conheço de nome

    Manoel de Barros, no documentário "Só Dez Por Cento é Mentira"

Manoel de Barros III

  • Eu sou excitado pela palavra. Ela se apaixona por mim. As amigas que ela tem pelo mundo se encontram pelo cheiro para desabrochar num poema. Desabrocham em mim

    Manoel de Barros, no documentário "Só Dez Por Cento é Mentira"

Manoel de Barros IV

  • Tenho uma confissão a fazer: noventa por cento do que escrevo é invenção. Só dez por cento é mentira

    Manoel de Barros, no documentário "Só Dez Por Cento é Mentira"

Manoel de Barros V

  • Poesia é armação de palavras com um canto dentro. Eu sempre armei os versos meus com as aflições e os êxtases do ser humano. Entram portanto pentelhos também

    Manoel de Barros, ao "Jornal do Brasil"

Manoel de Barros VI

  • Sei que as perguntas são para experimentar meus absurdos. Confesso, já confessei algumas vezes, que gosto mais de brincar com as palavras do que de pensar com elas. Para tanto precisei de aprender Absurdez. Falo e escrevo fluentemente Absurdez. Por isso descobri que o sol tem perfume

    Manoel de Barros, ao Jornal do Brasil"

Manoel de Barros VII

  • As palavras se oferecem no cio para mim. Tenho uma relação erótica com elas

    Manoel de Barros, À revista "Carta Capital

Manoel de Barros VIII

  • Quem tem muita informação perde o condão de adivinhar

    Manoel de Barros, À revista "Carta Capital"

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
AFP
Página Cinco
EFE
AFP
BBC
Página Cinco
UOL Jogos
UOL Jogos
Página Cinco
AFP
Página Cinco
do UOL
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Da Redação
BBC
Página Cinco
AFP
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Da Redação
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
do UOL
Da Redação
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
do UOL
Página Cinco
do UOL
do UOL
Página Cinco
Da Redação
Página Cinco
UOL Jogos
do UOL
AFP
BBC
BBC
Página Cinco
Página Cinco
AFP
Da Redação
Topo