Entretenimento

Cabeçudos e fofinhos, bonecos Funko são os mais disputados na Comic-Con

James Cimino

Do UOL, em San Diego (EUA)

24/07/2014 02h34

Embora houvesse filas para comprar de réplicas dos robôs Transformers a Snoopys de pelúcia e jogos de videogame, nenhum item foi mais disputado no primeiro dia da San Diego Comic Con 2014 que os cabeçudos bonecos Funko.

O maior stand dedicado a eles, que trouxe cerca de 30 mil itens que imitam personagens de séries de TV como "Game of Thrones", filmes como "Os Caça Fantasmas"e desenhos animados como "Hora de Aventura", formava uma fila de causar tumulto a ponto de os trabalhadores da convenção pedirem o tempo todo que os fãs dessem passagem ao público.

Dentro da loja, um esquema logístico para que os funcionários conseguissem repor o material nas prateleiras, que se esvaziavam rapidamente, mesmo com a entrada controlada de apenas cinco consumidores por vez.

A mania começou há dois anos, conta o estudante Arthur Mena, 24. "Em 2012, não tinha essa fila. Eu vim e comprei na maior tranquilidade."

O segredo dos Funko, segundo o proprietário loja, Brian Mariotti, resume-se a três características: design, licenças que permitem a réplica de personagens consagrados e os preços baixos. Cada boneco custa de US$ 15 a US$ 20.

James Cimino/UOL
O instrutor de informática Daniel Solel, 29, dono de uma coleção de entre 200 e 300 Funkos Imagem: James Cimino/UOL

Para o designer Joey Paragas, 36 anos, 30 bonecos e duas horas na fila, o tamanho dos Funkos também ajuda. "São pequenos, fáceis de colecionar e cabem em qualquer prateleira."

Outro motivo para o tumulto eram os 86 itens exclusivos à venda que faziam outros stands dedicados ao brinquedo estarem vazios a ponto de baixar o preço para US$ 10.

"Essas lojas só têm bonecos antigos, que todo mundo já tem", conta o instrutor de computação Daniel Solel, 29 anos e dono de uma coleção de "entre 200 e 300" Funkos. Ele e a mulher Shaina, que ostentam no peito um bottom escrito "fanático por Funko oficial", explicam que a magia em torno do boneco está no jeito engraçado de representar os personagens originais, os detalhes e a variedade. "É um gosto adquirido", brinca a bancária Shaina.

Outra bancária que estava na fila havia cerca de uma hora, Khysle Silva, 30 anos, 15 bonecos, tinha uma explicação mais simples: "Eles são fofos!" Ela coleciona os Funkos há dois anos e tem versões dos personagens de "Breaking Bad", Bob Esponja, "Star Wars" e dos Muppets. "Ando louca atrás de um Han Solo, mas é muito raro. E quando encontro, custa caro: de US$ 100 para mais."

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo