Livros e HQs

Editora prepara para novembro edição especial de "Viva o Povo Brasileiro"

Do UOL, em São Paulo*

18/07/2014 15h01

O selo Alfaguara da Editora Objetiva está preparando uma edição especial do livro "Viva o Povo Brasileiro" e uma reedição do livro infanto-juvenil "A Vingança Charles Tiburone", obras de João Ubaldo Ribeiro, que morreu na madrugada desta sexta-feira (18), aos 73 anos, vítima de embolia pulmonar, em sua casa no Rio.

O lançamento do "Viva o Povo Brasileiro" está previsto para novembro, com dois textos de introdução: um inédito do Rodrigo Lacerda e um do Geraldinho Carneiro sobre a obra, que já havia sido publicado anteriormente, além de uma bibliografia sobre a obra com as edições estrangeiras. Lançado originalmente em 1984, a obra se baseia em fatos reais, como a ocupação portuguesa, a vinda da família real, a Ditadura, mas a narrativa é com personagens fictícios.
 
"Ele nos ajudou a escolher as pessoas que iriam escrever prefácios, estava muito envolvido no projeto gráfico que a gente está desenvolvendo, mas ainda não definiu", disse ao UOL Roberto Feith, diretor da editora Objetiva. "Ele estava contente com a possibilidade de a gente celebrar a publicação do 'Viva o Povo', que é um livro único, realmente singular, porque eu acho que tem uma ambição e uma envergadura absolutamente únicas na literatura brasileira. É um pouco a história da criação da identidade brasileira", afirmou.
 
Já a reedição de "A Vingança de Charles Tiburone" (1990) deverá ser lançada em janeiro do ano que vem. No livro, um grupo de amigos vive uma aventura fantástica no fundo do mar. Juva, Bolota, Mino, Tonhão, Quica e Neneca são agentes secretos do QG do Centro de Contra-Espionagem Danger People. Um dia, surge uma missão especial que os leva, numa viagem incrível, a enfrentar perigosas batalhas ao lado de tubarões, siris, peixes, camarões. A bordo da Gavião dos Mares, eles enfrentarão um vilão terrível. 

Repercussão

  • Imagem: Arquivo Ag. A Tarde
    Arquivo Ag. A Tarde
    Imagem: Arquivo Ag. A Tarde

    Amigos lamentam morte do escritor

    Fafá de Belém: "Millôr deve estar esperando por ele e a nós resta a dor, a lembrança e a saudade". Veja mais

* Com reportagem de Carla Neves, no Rio.

Velório

O velório de João Ubaldo Ribeiro, no Salão dos Poetas Românticos na sede da ABL, no Rio (av. Presidente Wilson, 203, Castelo), é aberto ao público. O corpo dele será enterrado no sábado no mausoléu da ABL, no cemitério São João Batista, também no Rio. O horário ainda não foi definido --a família aguarda a chegada de Manuela, filha do escritor, que mora na Alemanha e está a caminho Brasil.

João Ubaldo, que também é pai do apresentador e ex-VJ da MTV Bento Ribeiro, passou mal em sua casa no Leblon, no Rio de Janeiro. Um funcionário do prédio onde o escritor morava há cerca de 20 anos disse à GloboNews que, por volta das 3h da manhã, a família pediu por ajuda médica, mas que não houve tempo de prestar socorro.

Trajetória de João Ubaldo

Sétimo ocupante da cadeira 34 da Academia Brasileira de Letras desde 1994, como sucessor de Carlos Castello Branco, João Ubaldo Osório Pimentel Ribeiro nasceu em Itaparica, na Bahia, em 23 de janeiro de 1941. Formado em direito (1959-1962) pela UFBA (Universidade Federal da Bahia), ele nunca chegou a advogar, mas construiu uma carreira que o consagrou como romancista, cronista, jornalista e tradutor.

Aos 21 anos, escreveu seu primeiro livro, "Setembro Não Tem Sentido", que ele desejava batizar como "A Semana da Pátria", contra a opinião do editor. Em 1999, João Ubaldo foi um dos escritores escolhidos para dar depoimento, ao jornal francês "Libération", sobre o Terceiro Milênio.

"Viva o Povo Brasileiro" foi o tema do exame de "agrégation", concurso para detentores de diploma de graduação na universidade francesa. Este romance (que virou tema de samba-enredo da Império da Tijuca em 1987) e "Sargento Getúlio" (adaptado ao cinema) constaram na maior parte das listas dos cem melhores romances brasileiros do século e ambos lhe renderam o Prêmio Jabuti.

No mesmo ano, ele lançou "A Casa dos Budas Ditosos", narrado por uma mulher de 68 anos que nunca se furtou a viver as infinitas possibilidades do sexo. Foi adaptado para o teatro por Domingos de Oliveira em 2004, em forma de monólogo e encenado por Fernanda Torres.

João Ubaldo trabalhou como professor de administração e filosofia, e como jornalista colaborou com diversas publicações, como "Frankfurter Rundschau" (Alemanha), "Diet Zeit" (Alemanha), "The Times Literary Supplement" (Inglaterra), "O Jornal" (Portugal), "Jornal de Letras" (Portugal), "Folha de S. Paulo", "O Globo", "O Estado de S. Paulo" a "A Tarde", entre outros. O escritor foi ganhador do Prêmio Camões em 2008, maior prêmio da língua portuguesa.

Entre 1990 e 1991, ele morou em Berlim, a convite do Instituto Alemão de Intercâmbio. Na volta, passou a morar no Rio de Janeiro. Era casado com Berenice de Carvalho Batella Ribeiro, com quem tinha dois filhos, Bento e Francisca. Do casamento anterior com Mônica Maria Roters, João Ubaldo teve duas filhas, Manuela e Emília.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
AFP
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
DW
Página Cinco
Da Redação
Da Redação
Página Cinco
Roberto Sadovski
Página Cinco
EFE
Página Cinco
EFE
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Da Redação
BBC
BBC
Página Cinco
UOL Música
Página Cinco
do UOL
UOL Jogos
EFE
Página Cinco
AFP
Página Cinco
do UOL
UOL Jogos
EFE
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
AFP
Página Cinco
EFE
AFP
BBC
Página Cinco
UOL Jogos
UOL Jogos
Página Cinco
AFP
Topo