Entretenimento

Série de J. K. Rowling protagonizada por detetive pode ter até sete livros

Divulgação
A escritora J. K. Rowling Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

24/02/2014 21h24

Assim como "Harry Potter", a nova série de livros da escritora britânica J. K. Rowling, iniciada com "O Chamado do Cuco" e publicada sob o pseudônimo de Robert Galbraith, pode ter até sete títulos. As informações são do jornal britânico "The Sunday Times", que afirma que Rowling já planejou para Cormoran Strike, o detetive protagonista de "Cuco", aventuras que podem render até sete livros.

Rowling anunciou recentemente que lançará o segundo livro sob o pseudônimo no próximo dia 24 de junho na Europa. "The Silkworm" (o verme, em livre tradução), que dará continuidade ao suspense "O Chamado do Cuco", deverá chegar às livrarias do Brasil somente em novembro, de acordo com a assessoria da editora Rocco, que adquiriu os direitos do livro e que também já havia publicado a primeira parte da história.

De acordo com o "Sunday Times", a escritora já trabalha no terceiro titulo da série, ainda sem nome, desde o ano passado.

Em "Silkworm", a escritora volta a recorrer às figuras do detetive Cormoran Strike e de sua "decidida jovem ajudante" Robin Ellacott, mas, desta vez, para tentar solucionar o intrigante desaparecimento do romancista Owen Quine.

Além do anúncio do novo livro, o site do escritor fictício Robert Galbraith também apresentou uma pequena sinopse da obra. "A princípio, a senhora Owen Quine acredita que seu marido partiu com seus próprios pés durante alguns dias --como já fez anteriormente-- e quer que Strike o encontre e o leve outra vez para casa", indicou o site do pseudônimo.

Em declarações ao jornal "The Guardian", a editora do livro na Europa, a Little Brown, assinalou que se trata de "um livro de mistério e de leitura compulsiva com contínuos giros".

"O Verme" é o terceiro livro de J.K Rowling voltado ao público adulto e o segundo que lançará sob o pseudônimo de Galbrith, anonimato que acabou sendo revelado pouco a pouco pelo próprio "Sunday Times". O jornal descobriu a identidade secreta da escritora após realizar uma investigação iniciada a partir de um vazamento de um de seus funcionários no Twitter.

Aparentemente, Chris Gossage, um dos advogados de J. K. Rowling, revelou o fato em uma conversa privada à melhor amiga de sua esposa, Judith Callegari, que depois tuitou que a identidade autêntica de Robert Galbraith era, de fato, J. K. Rowling. Horas depois de tal descoberta, as vendas do livro se multiplicaram.

O primeiro livro de Rowling voltado ao público adulto, "The Casual Vacancy" (A vaga acidental), foi lançado em 2012 pela Sphere.

A escritora publicou esse livro 15 anos depois do primeiro episódio da saga de Harry Potter, traduzida para 73 idiomas e que teve 450 milhões de cópias vendidas em mais de 200 países.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo