Topo

Entretenimento

Escritor Amiri Baraka, ícone do movimento negro, morre aos 79 anos

Beowulf Sheehan/Xinhua
Morreu aos 79 anos o poeta e dramaturgo Amiri Baraka, ativista dos direitos civis e ícone do movimento negro norte-americano, em Nova Jersey (EUA) Imagem: Beowulf Sheehan/Xinhua

Do UOL, em São Paulo

10/01/2014 15h14

Dramaturgo, escritor e ativista americano, considerado muitas vezes como “o Malcolm X da literatura”, Amiri Baraka morreu nesta quinta-feira (9) aos 79 anos.

A informação foi confirmada por sua agente, Celeste Bateman, que afirmou que Baraka estava internada há 1 mês.

Apontado como percursor do hip hop e da poesia slam (espécie de improviso), ele escreveu poemas -- influenciados pela cadência rítmica do blues --, peças e críticas. Sua obra levantava debates sobre os direitos civis. Baraka chegou, inclusive, a ser chamado pelo FBI como “a pessoa que provavelmente será líder do movimento pan-africano nos Estados Unidos”.

 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento