PUBLICIDADE
Topo

Canal brasileiro é mostrado como exemplo em conferência de vídeos online

Imagem do vídeo "Show das Horrorosas", paródia do clipe de "Show das Poderosas", da funkeira Anitta, feita pelo Programa Galo Frito - Reprodução
Imagem do vídeo "Show das Horrorosas", paródia do clipe de "Show das Poderosas", da funkeira Anitta, feita pelo Programa Galo Frito Imagem: Reprodução

Wagner Martins

Do UOL, em Anaheim (EUA)

01/08/2013 16h15

"Hollywood agora é em qualquer lugar". Com essa frase George Strompolos,  co-fundador da Fullscreen, uma das maiores redes de canais de YouTube do mundo, abriu a sua palestra no primeiro dia da Vidcon, conferência de vídeos online que reúne fãs e profissionais do segmento em Anaheim, na Califórnia. A Fullscreen gerencia 15 mil canais que, em conjunto, são responsáveis por mais de 2,5 bilhões de visualizações por mês.

Para mostrar como a energia criativa de entretenimento não está mais centralizada na mão de poucas empresas em Hollywood, o brasileiro Programa Galo Frito, com 3,5 milhões de assinantes  e 340 milhões de visualizações em 172 videos foi mostrado para os presentes na Vidcon como um dos grandes exemplos de criadores associados a Fullscreen em lugares "improváveis" como o Brasil.

George mostrou que o alcance destes novos produtores desconstroem o que entendemos como "sucesso de audiência". Enquanto a premiação anual do Oscar é assistida por 40 milhões de pessoas ao redor do mundo, vídeos como o "How animals eat their food" alcançam 60 milhões de espectadores em uma semana.

Mesmo que alguns considerem o conteúdo de YouTube mais "raso", não há uma marca que possa negligenciar como o canal MisterEpicMann, criador do vídeo e também associado a Fullscreen chegou a quase 3 milhões de assinantes com a ajuda deste vídeo de sucesso.