Entretenimento

Dupla conquista público na web com paródias de sucessos do funk e sertanejo

Divulgação
Hudson Martins, que interpreta o personagem Mussoumano, e Calone Monteiro Hoffmann, que interpreta o personagem O Metaleiro, da dupla Mamilos Molengas Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

17/07/2013 05h00

Amigos que se conheceram na faculdade, Hudson Martins e Calone Hoffmann são, na internet, Mussoumano e O Metaleiro. A dupla, que se apresenta ao público com o nome de Mamilos Molengas, está conquistando audiência na rede com vídeos de paródias de sucessos do pop.

O mais visto deles, Quadradinho de 666, paródia de Quadradinho de 8, do Bonde das Maravilhas, já tem mais de 2 milhões de visualizações. Já a versão metal de Passinho do Volante (Ah Lelek Lek Lek Lek), de MC Federado e os Leleks, foi vista mais de 1 milhão de vezes.

Mas não é só de paródias de funks que a dupla vive. O sertanejo Luan Santana e até mesmo o cantor pop sul-coreano Psy já foram alvos de vídeos dos Mamilos.

“Ficamos de olho em tudo que está rolando e se vemos que tem algum funk, alguma música sertaneja bombando pensamos numa paródia que pode ficar legal e fazemos a produção toda”, afirma Hoffman, que tem 25 anos e trabalha como webdesigner.

Com um canal no YouTube atualizado toda segunda-feira com um vídeo novo, a dupla tem dedicado bastante tempo à produção dos vídeos. “Funciona como se fosse um trabalho. Tem horário, a gente se encontra várias vezes por semana, porque a gente produz toda semana um vídeo novo. Tem que fazer música, letra, arranjo, é complicado”, afirma Martins, de 23 anos, que divide o tempo entre os Mamilos e o emprego como produtor gráfico.

Agora, com o aumento do sucesso do canal, ambos pensam em deixar os empregos “oficiais” para se dedicar integralmente ao projeto humorístico. “A gente comentou que possivelmente a gente saia do trabalho até o final do ano. Esse nosso ‘segundo trabalho’ está sendo prioridade”, diz Martins.

O modelo de divulgação semanal, de acordo com Martins, é necessário para manter o público frequentando o canal. “Tem muita gente produzindo. Se tu não atualiza ele [o canal] com conteúdo frequente, o público acaba indo embora. Planejamos a data como se fosse um seriado na TV. Acaba sendo um canal mesmo, como diz o nome, tem a programação, pessoas se inscrevem, com a vantagem de ver quando quiser”, afirma.

O faturamento com os vídeos, originário de publicidade do Youtube, é proporcional ao número de visualizações. Além do canal no Youtube, a dupla se prepara para apresentações ao vivo.

Hoffmann e Martins se conheceram na faculdade de Mídia Digital, em Florianópolis, em 2010. “A gente viu que nossos gostos eram bem parecidos, gostávamos de fazer humor com música, e criamos o grupo”, diz Hoffman.

Entre artistas que já misturaram música e humor, os Mamilos destacam como principal influência a banda Mamonas Assassinas. “A época e o conteúdo são diferentes, mas o espírito alegre pode-se dizer que lembra um pouco”, afirma Martins.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Entretenimento

Topo