Topo

Entretenimento

Durante a Flip, manifestantes pedem melhorias na educação e saúde de Paraty

Mirella Nascimento

Do UOL, em Paraty (RJ)

06/07/2013 14h02

Manifestantes se reuniram durante a Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), neste sábado (6), para pedir melhorias na saúde e educação da cidade fluminense que realiza a festa até este domingo. A própria Flip foi alvo dos protestos. Um dos cartazes dizia: “Alunos sem professores. Flip pra quem?”.

O grupo apartidário Acorda, Paraty, que organiza a manifestação, diz que está aproveitando a visibilidade da festa para mostrar às pessoas que visitam a cidade os problemas do local. A manifestação conta apenas com algumas dezenas de manifestantes, mas a ideia é sair pelas ruas da cidade para que mais pessoas se juntem ao grupo. 

Em um manifesto escrito divulgado pelo grupo, estão reivindicações como educação, saúde, transporte e segurança. "Queremos mostrar para às pessoas de fora, que têm uma ideia superficial da cidade, que para o caiçara falta muita coisa", disse ao UOL um dos integrantes do movimento, que não quis se identificar. O grupo, formado em meio aos protestos que ocorrem no país, já organizou outras duas manifestações nos últimos 20 dias.

Na manhã de sábado, barqueiros e moradores da cidade fecharam um dos cais da cidade para passeios turísticos e pediram melhorias na fiscalização marítima.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento