Topo

Entretenimento

Livro reúne frustrações amorosas de grandes pensadores

Divulgação
"Os Grandes Filósofos que Fracassaram no Amor", de Andrew Shaffer. Editora Leya, 203 páginas Imagem: Divulgação

Alessandro Giannini

Do UOL, em São Paulo

28/12/2012 05h00

Palavra oriunda do grego, filosofia, traduzida literalmente, significa "amor à sabedoria". De maneira geral, os filósofos se dedicam ao estudo de problemas fundamentais relacionados à existência, ao conhecimento, à verdade, aos valores morais e estéticos, à mente e à linguagem.

Através da argumentação lógica, da análise conceitual, das experiências de pensamento e de outros métodos, eles desvendaram, desde a Grécia antiga, alguns mistérios do conhecimento, conceitos que permanecem vivos até hoje. Mas como esses super-homens viviam e de que maneira conduziram suas vidas e seus relacionamentos afetivos?

Andrew Shaffer responde a essa pergunta capciosa de forma bem humorada e sem complicações no livro "Os Grandes Filósofos Que Fracassaram no Amor" (Leya, 206 páginas). Fundador e diretor de criação da Orderof St. Nick, uma empresa de cartões comemorativos, Shaffer reúne no livro as biografias afetivas de 38 filósofos historicamente reconhecidos, com contribuições indiscutíveis para a compreensão do Homem e da vida em sociedade.

Em cada uma delas, ele centra foco no rotina desses sábios e como conduziam suas relações afetivas e amorosas. De Sócrates a Althusser, passando por Descartes, Hegel e Nietzsche (que ilustra a capa com seu indisfarçável bigode), todos comprovam com folga a tese de que o saber nem sempre compreende o saber amar. 


"Os Grandes Filósofos Que Fracassaram no Amor"
Editora Leya
206 páginas
R$ 19,90 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento