Topo

Entretenimento

Tiago Abravanel comemora 300 apresentações como Tim Maia: "Amo contar essa história"

Felipe Assumpção/AgNews
Tiago Abravanel nos bastidores do musical "Tim Maia - Vale Tudo", no Theatro NetRio, no Rio de Janeiro Imagem: Felipe Assumpção/AgNews

Laís Gomes

Do UOL, no Rio de Janeiro

21/12/2012 05h29

Noite de comemoração nos palcos cariocas. O espetáculo “Tim Maia, Vale Tudo – O Musical” completou, na noite desta quinta-feira, 20, a marca de trezentas apresentações. Comandado por Tiago Abravanel, o elenco formado por Isabella Bicalho, Lilian Valeska, Pedro Lima, André Vieiri, Bernardo La Roque, Reiner Tenente, Evelyn Castro, Aline Wirley, Pablo Ascoli e Letícia Pedroza mostrou para o público de mais de setecentas pessoas do Theatro Net Rio, em Copacabana, que Tim Maia está vivo e ainda arrebata multidões.

Com texto de Nelson Motta e direção de João Fonseca, o musical, de duas horas e quarenta minutos de duração, conta de maneira irreverente a trajetória de Tim Maia desde a infância pobre na Tijuca até sua consagração. Tiago Abravanel, que reveza com Danilo Tim no papel principal, tem aproveitado as folgas nas gravações da novela "Salve Jorge" para encarnar o cantor. O neto de Silvio Santos chamou a atenção de Glória Perez durante a apresentação do musical e hoje interpreta o turco Demir, na novela do horário nobre da Rede Globo.

Ao fim da apresentação que relembra músicas marcantes de Tim Maia como “Primavera”, “Azul da Cor Do Mar” e “Chocolate”, elenco e plateia celebraram as trezentas apresentações do espetáculo. Para comemorar a marca, bolo e champanhe foi servido aos convidados. A seguir, leia a entrevista com Tiago Abravanel.

 UOL - Trezentas apresentações. Pode fazer um balanço desse tempo que o espetáculo está em cartaz?
TIAGO ABRAVANEL - O espetáculo está completando 300 apresentações da maneira que a gente completou, recebendo esse carinho do público é muito significativo, é muito bom poder contar, todos os dias, a história do Tim. É muito gostoso. Claro que eu não completo esse número de apresentações porque revezo com o Danilo e sem ele não chegaríamos a esse número tão fantástico.

UOL – Como está fazendo para conciliar o espetáculo com a novela?
TIAGO – Quando não estou gravando, estou aqui. Saí quando a peça foi pra São Paulo porque tive que ir à Capadócia, as gravações estavam no começo, agora já fica mais fácil. Depende muito do roteiro da novela. É difícil, mas não está tão puxado porque a novela tem vários núcleos, muitas histórias para contar.

UOL- E como faz para diferenciar o trabalho da TV e do teatro trabalhando nos dois ao mesmo tempo?
TIAGO – Acho que é muito bom porque é uma diferença de energia, de trabalho muito bacana, trazer coisas da TV para o teatro e levar coisas daqui para a televisão... Ao mesmo tempo posso conviver com essas energias de maneiras diferentes. A televisão não capta detalhes que um teatro com 700 lugares é capaz de pegar, a loucura do teatro não é a mesma na televisão, é uma mistura de bipolaridades.

UOL – Se você pudesse fazer um balanço de 2012, qual seria?
TIAGO – Foi um ano de construção, a partir de agora as coisas vão começar, tudo aconteceu muito rápido e de uma forma intensa. Um ano de ter consciência e pé no chão e  saber qual o próximo passo a dar. Ter calma.

UOL – Já sabe onde vai passar o natal e Réveillon?
TIAGO – Vou passar o Natal com a minha família, no interior de São Paulo, e dia 25 venho ao Rio ver o show do Stevie Wonder com Gilberto Gil. Ano Novo vou passar em alguma festa no Rio de Janeiro.

UOL – Com o que você vai sonhar em 2013? Quais são seus planos?
TIAGO – Tenho muitos planos, quero bombar meu CD, começar a ver o que é a cara do Tiago. Quero ter minha produtora de teatro e trabalhar com cinema. E ter muito trabalho pela frente, que é o sonho de qualquer artista.

UOL – Durante essas 300 apresentações, muitas celebridades prestigiaram o espetáculo. Qual delas foi a mais importante?
TIAGO – Tirando o meu avô, tiveram cinco mulheres que assistiram ao espetáculo e eu quase morri quando as vi na plateia. Minha mãe, que é a quem eu devo tudo o que eu sou, a responsável por estar aqui, Fernanda Montenegro, diva, Bibi Ferreira que veio na última semana e eu quase morri, Ivete Sangalo e Xuxa, que quase me mataram de tanto nervoso. Quero um dia fazer um trabalho dedicado a elas. São as cinco mulheres da minha vida.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento