Entretenimento

Em "Minha Vida Ridícula", cartunista Adão Iturrusgarai faz "biografia de brincadeira"

Divulgação
O cartunista Adão Iturrusgarai em imagem da biografia Imagem: Divulgação

Estefani Medeiros

Do UOL, em São Paulo

29/09/2012 07h00

Cartunista ‘pai’ da personagem Aline, Adão Iturrusgarai fez seu primeiro quadrinho aos 17 anos. Mas, pelo que lembra, nasceu “com um lápis em um papel na mão”. Se formou publicitário em Porto Alegre e teve crises de choro depois que voltou da primeira vez em Paris e teve que enfrentar sua kitnet no subúrbio da cidade.

Essas e outras histórias do cartunista são o tema da biografia ilustrada “Momentos Brilhantes da Minha Vida Ridícula”, lançada em setembro pela editora Zarabatana e que Adão apelidou de “biografia de brincadeira”.

“É de brincadeira, apesar das histórias serem verdadeiras. Li Jobs e Keith Richards e me inspirei. Faz um ano e meio que pensei em reunir em livro. Sempre gostei de contar minhas histórias”, explica em entrevista ao UOL.

Dividido em “Memórias Imbecis”, “Coisas Que Eu Tenho”, “Roupa Suja”, “HQ’s dos Amigos”, “Private Eye” e “Álbum de Fotos”, a coletânea de tiras autobiográficas conta com participações de Angeli e Allan Sieber. “Fiquei feliz quando o Laerte disse que esse é o meu melhor livro”, comenta.

Apesar de ter como nome “minha vida ridícula”, Adão diz que nem todas as suas histórias entraram no livro. “Não tenho vergonha. Têm algumas coisas engraçadas, ridículas mesmo. Mas obviamente as que me envergonham muito deixei de fora”, diz entre risos.

Inspirado por Mauricio de Sousa, Walt Disney, Asterix e O Pasquim, Adão diz que após o lançamento da biografia quer lançar trabalhos com mais texto. Atualmente o cartunista trabalha na tradução dos quadrinhos Rocky & Hudson publicados em espanhol e inglês. “Mas são edições alternativas, não achem que estou ficando milionário com isso”, brinca.

Casado com uma argentina, Adão diz que se não tivesse sido cartunista, seria publicitário ou diretor de arte. “Eu seria tudo, menos urologista”, comenta. Adão mora com a mulher e os dois filhos no país, onde trabalha em novos quadrinhos, sem previsão de voltar para o Brasil. “O bom vinho e a carne não me deixam voltar.”  


"Momentos Brilhantes da Minha Vida Ridícula"
Editora Zarabatana
64 páginas
R$ 39,90

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo