Entretenimento

Dez estratégias para fugir das "Gangues das Assinaturas" durante a Bienal de São Paulo

Leonardo Soares/UOL
A 22ª Bienal do Livro começou às 10h desta quinta-feira (9/8/2012), no Pavilhão de Exposições do Anhembi Imagem: Leonardo Soares/UOL

Guilherme Solari

Do UOL, em São Paulo

14/08/2012 09h00

“Já pegou sua revista de cortesia?”

Não se dá muitos passos pela Bienal Internacional do Livro de São Paulo sem ouvir uma variação da frase acima. Trata-se da ação das temidas “Gangues das Assinaturas”, formadas por atendentes contratados por editoras de revistas que funcionam como verdadeiros corsários sedentos por arrancar assinaturas dos visitantes.

A agressividade e constância da atividade é tamanha que o visitante se sente vítima de um bizarro tipo de antiassalto no qual ele é intimado a receber revistas encalhadas queira ele ou não. A “cortesia” também não passa de uma armadilha para que o alvo, com cartão de crédito em mãos, acabe fechando uma assinatura para depois receber as revistas novas.

A reportagem do UOL sugere abaixo formas de recusar essas oportunidades imperdíveis oferecidas pelas editoras. Escolha a sua.

1. “Não obrigado” - Estratégia mais direta, mas esteja preparado para repetir a frase de três a quatro vezes por abordagem.

2. Ignorar - Funciona, mas é melhor acelerar o passo, pois os chamados de “campeão” e “chefe” só vão aumentar em volume.

3. “Eu não tenho cartão de crédito” – O vendedor perde o ímpeto da caçada, mas até chegar nesse ponto da abordagem, haja paciência.

4. Sacrifique uma vítima – Espere um grupo passar e se insira no meio. Com alguma sorte, outro vai coitado vai ser atacado ao invés de você.

5. “Eu não sei ler” – Uma situação surreal merece uma resposta surreal. Os preciosos segundos de confusão do vendedor podem ser suficientes para que você escape.

6. “Já sou assinante” – Apenas tente parecer convincente e o vendedor deve voltar sua atenção a algum alvo mais atraente.

7. Fones de ouvido – Faz você parecer constantemente inacessível. Leve um na Bienal mesmo que não vá ouvir música.

8. Ligação inesperada do celular Comece a revirar bolsos em busca de um celular inexistente e siga adiante rumo à liberdade.

9. Cara de poucos amigos – Deixe a linguagem corporal e expressão facial fazerem o serviço. Cruze os braços, pareça estar com pressa.

10. Devolva a última revista recebida – Pegue a revista e entregue de volta a última “cortesia” que recebeu. Pontos extras se tiver a cara de pau de pedir o número do cartão de crédito do vendedor.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo